Tendências da Medicina para 2024: o que esperar para o futuro do setor

2024 já está quase aí e, com ele, os principais relatórios e tendências do que esperar para cada setor no ano que se inicia. 

Com a Medicina não seria diferente. 

Além de consolidações de tudo que já vem sendo construído ao longo dos últimos anos, existem muitos temas novos surgindo. 

E, se você é médico ou médica, sabe da importância de continuar se atualizando e se capacitando para não ficar para trás frente a um mercado cada vez mais competitivo.

Por isso, no conteúdo de hoje, separamos algumas das principais tendências da Medicina para 2024 e tudo o que você precisa saber para se preparar para o futuro do setor, que já é cada vez mais presente. 

Acompanhe a leitura e saiba mais!

Mudanças quanto ao marketing médico 

Prevista para entrar em vigor no primeiro semestre de 2024, a resolução nº 2.336/2023, que dispõe sobre as regras para o marketing médico, foi atualizada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), e promete mudanças importantes para o ano que nasce. 

Uma delas é quanto ao uso de depoimentos de pacientes em ações de marketing. 

Desde que acompanhados de material informativo e sem sofrer manipulações, os testemunhos poderão ser utilizados como forma de garantir a qualidade do serviço prestado pelos médicos do Brasil. 

Além disso, também estão liberadas as interações com os pacientes via redes sociais e a divulgação de preços e qualificações do profissional, que poderá acrescentá-las em forma de currículo. 

Essas mudanças prometem movimentar os canais de comunicação de médicos e médicas no País e será preciso pensar estrategicamente para tentar tirar o maior proveito possível - seguindo, é claro, todos os preceitos éticos e profissionais definidos pelo Conselho.

Telemedicina permanece em alta 

Com a pandemia do coronavírus, o uso da telemedicina para o atendimento remoto de pacientes cresceu de forma substancial. 

Mesmo após o fim da calamidade, o que, antes, era considerado uma tendência, se consolidou, e permanecerá em alta para 2024. 

Atualmente, para além dos aplicativos voltados para reunião mais conhecidos, como Google Meet, Microsoft Teams e Zoom, existem aplicativos específicos para a área da Saúde, como o iClinic, do Grupo Afya. 

Por ele, além de teleconsulta, o médico tem um sistema inteligente exclusivo para gestão on-line da sua clínica, conseguindo contar com diferenciais como agenda médica digital, prontuário eletrônico, gestão financeira automatizada e muito mais. 

Essa é uma tendência que, definitivamente, veio para ficar. 

Mais atendimentos e procedimentos focados na diversidade de cada paciente

Diversidade, Equidade e Inclusão é algo que está cada vez mais na pauta das empresas brasileiras e o mundo tem se adaptado para dar o espaço merecido a diferentes pessoas, independentemente de suas raças, etnias, orientações sexuais, gênero, peso, faixa etária e outros. 

Assim, um atendimento médico humanizado e acolhedor ao público parte de grupos minoritários é algo que estará em voga no ano que nasce. 

Prova disso é que a Afya Educação Médica, sempre atualizada e como a maior referência em pós-graduação médica do País, já possui até mesmo cursos e capacitação voltados para o assunto. 

Um deles é o Workshop Atendimento Ambulatorial Transgênero, onde o médico, por meio de uma anamnese completa, exame físico e hormonização, aprende as principais competências sobre o acolhimento ao paciente transgênero.

É a chance de médicos do País se capacitarem no tema e aproveitarem as oportunidades que nascerão a partir dele, em 2024, nas suas respectivas carreiras médicas.

Inteligência Artificial: da análise de dados ao atendimento automatizado virtual

Hoje em dia, não há um ser humano que não tenha ouvido falar no ChatGPT, não é mesmo? 

Mas, apesar de ser um dos mais conhecidos, ele não é a única inteligência artificial existente no mundo, tampouco o único chatbot. 

Na verdade, o que não faltam são novas tecnologias relacionadas surgindo diariamente e a área da Saúde também tem tirado um grande proveito disso. 

A Telemedicina 2.0 tem utilizado a inteligência artificial bastante ao seu favor, da análise de dados e prontuários de pacientes em questão de segundos, ao atendimento automatizado virtual por meio de assistentes e chatbots que, como “médicos digitais”, podem até mesmo fazer a primeira triagem do paciente de forma remota. 

Aliás, não apenas isso: a inteligência artificial tem conseguido até mesmo prever resultados e testar os melhores tratamentos para o paciente, de acordo com seu histórico, condições médicas e cruzamentos de dados. 

Demais, não é? 

Quer saber mais sobre o assunto?

Confira o terceiro episódio do nosso podcast, Conexões da Carreira Médica, sobre o tema: Como a inovação e a I.A está impactando a rotina médica

O futuro já começou!

5G e suas possibilidades 

A Medicina foi uma das grandes impactadas com a chegada do 5G no Brasil. 

Isso porque, com a internet de alta velocidade, que pode ser até 100 vezes mais rápida que o 4G, diagnósticos puderam ser feitos de forma mais ágil, o atendimento médico remoto foi melhorado e mesmo o acesso dos pacientes à saúde foi priorizado. 

No entanto, mais do que isso, hoje, o 5G permite até mesmo a realização de cirurgias virtuais à distância. 

Por meio de câmeras e robôs, já é possível que médicos realizem intervenções estando em outro lugar do País ou do mundo, como se estivessem ali, no centro cirúrgico, presencialmente. 

Essa verdadeira revolução na forma de se fazer Medicina é algo que podemos esperar que cresça ainda mais em 2024. 

Saúde mental e saúde da mulher 

Por fim, de acordo com o relatório Health Trends 2024, da Mercer Marsh Benefícios, a saúde mental e a saúde da mulher também serão tendências para 2024 no setor médico. 

Isso porque, globalmente, apesar de 69% dos planos de saúde dizerem que cobrem sessões de psicoterapia e/ou psiquiatria para seus associados, na prática, 52% deles cobrem apenas 10 sessões ou menos. 

A saúde da mulher e todas as questões envolvidas em torno dela prometem, de igual maneira, gerar bastante demanda para médicos e médicas no ano que vem. 

Para o relatório, os médicos, ao pensarem em saúde da mulher, deverão considerar todo o espectro em volta do assunto: saúde mental, doenças não comunicadas, cânceres, saúde sexual e reprodutiva, saúde na maternidade e a violência sofrida contra as mulheres. 

Você tem considerado todas essas questões no seu atendimento com pacientes mulheres?

A jornada do médico rumo ao sucesso não é tarefa fácil. Por isso, é preciso bastante autoconhecimento, planejamento estratégico e dedicação à excelência e capacitação profissional. 

Esperamos que esse conteúdo com o que te aguarda em 2024 possa ter ajudado você a se preparar para o ano que vem por aí!

Assine nossa newsletter e receba mais tendências e novidades como essa no seu e-mail!

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts