Sua carreira na Medicina: médicos podem seguir a área acadêmica?

Autor(a)

A medicina, como tantas outras áreas de conhecimento, pode ser exercida de muitas maneiras. A mais tradicional delas é o exercício clínico ambulatorial e hospitalar. Mas entre tantas outras formas de exercer essa profissão, a carreira acadêmica pode ser uma delas.  

A carreira acadêmica é aquela relacionada ao estudo da Medicina como área científica. São os médicos acadêmicos (também chamados de pesquisadores) que fazem pesquisa. Essas pesquisas são feitas em parceria com colegas de instituições de ensino, hospitais, clínicas ou centros de saúde.

Quando a pesquisa está concluída, eles publicam suas descobertas em revistas científicas. Com experiência acumulada na área científica, o médico pode seguir na pesquisa, atuar clinicamente ou até mesmo dar aulas.

Mas, afinal, como é a carreira acadêmica na medicina?

A experiência acadêmica pode começar desde o período de estudos da graduação ou ser desenvolvida em uma fase posterior da educação continuada, como a especialização, o mestrado ou o doutorado.  

Uma experiência acadêmica permite ao médico aprofundar nos conhecimentos teóricos científicos de sua área. Para isso, o profissional deve estar ligado a uma instituição que possibilita o desenvolvimento de atividades acadêmicas, entre elas:

  • Iniciação científica
  • Grupos de estudos
  • Projetos de extensão
  • Monitorias
  • Ligas acadêmicas
  • Participação em congressos

Iniciação científica

A iniciação científica é destinada aqueles que estão iniciando sua carreira acadêmica: os estudantes de graduação. Para os médicos que se interessam pelo caminho da pós-graduação stricto sensu, a iniciação científica é o primeiro passo.  

Ela permite ao estudante familiarizar-se com a área e com a prática de pesquisa, atividades diretamente ligadas à opção pelo exercício acadêmico.

Outras formas de iniciação

Estudantes podem buscar por atividades extracurriculares, como grupos de estudos e projetos de extensão. Essas atividades colocam o acadêmico em contato com textos e autores essenciais para quem deseja seguir estudando as diversas modalidades da Medicina enquanto ciência, promovem trocas e um networking relevante para qualquer jovem cientista.

O aluno interessado em ingressar na academia ainda tem como opção:  

  • Participação em seminários
  • Conferências  
  • Palestras;
  • Jornadas acadêmicas  

Na pós-graduação, o médico pode optar ainda pela pós Lato Sensu ou ingressar no mestrado e, depois, no doutorado. Essa opção é obrigatória para quem pensa em seguir carreira científica.

Atuação clínica ou acadêmica?

Não é preciso fazer uma escolha entre uma e outra. É possível ser um médico de atuação clínica e, ainda assim, atuar na academia. Claro, isso vai depender de fazer um bom planejamento do seu tempo e da sua carreira.  

Muitos médicos acabam desenvolvendo suas pesquisas no ambiente em que já estão inseridos, tanto pela proximidade com o tema quanto pelo conhecimento acumulado, bem como a facilidade de acesso a dados e estudos práticos.  

Outros profissionais concluem seus mestrados e doutorados e seguem para a docência, dando aulas em universidades e faculdades, sejam elas públicas ou particulares.  

Quais as vantagens de seguir a carreira acadêmica?

Há diversas vantagens em seguir a carreira na pesquisa científica. A mais básica delas diz respeito ao acúmulo de conhecimento teórico, prático e científico sobre determinada área.  

Mas também há outros benefícios. São eles:  

  • Troca de experiência com outros profissionais
  • Contato com pesquisadores de diversas áreas
  • Acesso a informações e dados novos
  • Desenvolvimento de técnicas, tratamentos e processos novos
  • Remuneração mais alta para médicos com mestrado e doutorado
  • Bolsas de estudo em instituições brasileiras e internacionais
  • Participação em congressos no Brasil e no exterior
  • Expansão internacional da carreira

Quais áreas seguir?

Há uma infinidade de áreas médicas em que o médico pode desenvolver sua pesquisa. Na IPEMED, destacamos duas áreas novas e muito promissoras: a Simulação, Simulação Avançada em Metodologias Ativas na Saúde e a Preceptoria.  

Carreiras tradicionais, como a Cardiologia, ou Pediatria e a Geriatria também são áreas férteis para pesquisa de técnicas e tratamentos. As possibilidades são enormes.

Você já pensou em seguir a carreira acadêmica?

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts