A importância da Medicina para a longevidade

A busca pela longevidade é um tema que tem ganhado destaque nos últimos anos, especialmente em um cenário onde o envelhecimento populacional é uma realidade não apenas no Brasil, como no mundo.

Neste contexto, médicos interessados em aprimorar seus conhecimentos e práticas clínicas têm buscado pós-graduações para melhor compreender e atender às demandas relacionadas à longevidade da população.

Mas, afinal, existe algum tipo de segredo para mantê-la?

Será que somente recomendar uma vida saudável aos pacientes, com alimentação equilibrada e prática de exercícios físicos, basta, ou é preciso ter em mente a importância que a Medicina Preventiva, por exemplo, traz?

E quanto à tecnologia presente nos consultórios e clínicas mundo afora? Também pode-se tirar maior proveito dela?

Se sim, como? É o que iremos descobrir no post de hoje! Acompanhe a leitura!

Dados sobre o envelhecimento populacional no Brasil

O Brasil, como muitos outros países, vem experimentando um aumento significativo na expectativa de vida.

Depois de dois anos de queda, em especial devido à pandemia do coronavírus, nossos números voltaram a subir, de acordo com dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados em novembro de 2023.

Em 2019, por exemplo, a expectativa de vida do brasileiro era de 76,2 anos. Em 2020, foi para 74,8, seguido por 72,8, em 2021.

Em 2022, pós-pandemia, o indicador apontou para 75,5 anos, na média nacional, o que deve se manter em 2023, quiçá aumentar.

Ainda segundo informações do instituto, estima-se que, até o ano de 2060, cerca de 32% da população do Brasil estará na faixa etária considerada idosa. Em outras palavras, a projeção indica que, nesse período, aproximadamente 3 em cada 10 indivíduos terão ultrapassado os 60 anos de idade.

Esse envelhecimento populacional traz consigo desafios e oportunidades para os profissionais da saúde, destacando a necessidade de uma abordagem mais especializada para lidar com as particularidades não apenas dessa faixa etária, mas também para as faixas que a antecedem e que vão poder garantir melhor qualidade de vida até lá.

O que é longevidade

O conceito de longevidade vai além da simples contagem de anos de vida.

Ela está relacionada à qualidade de vida, à capacidade funcional e à prevenção de doenças associadas ao envelhecimento

Buscar a longevidade não se trata apenas de prolongar a vida, mas de garantir que essa extensão seja vivida com saúde e bem-estar. Por isso, antes de tudo, médicos e médicas de todo o Brasil devem entender os fatores que contribuem para uma vida mais longa e saudável aos seus pacientes.

Embora não exista uma fórmula mágica para garantir a longevidade, há certos princípios que têm mostrado impacto positivo na saúde a longo prazo.

Estilo de vida saudável, alimentação equilibrada, prática regular de exercícios físicos e controle do estresse são alguns desses princípios. Além disso, é necessário considerar, é claro, fatores como a genética e o ambiente a qual determinado paciente está inserido.

Pensando em todo esse contexto, se especializar em longevidade pode ser uma boa alternativa para diversificar a carreira médica.

Médicos interessados nessa área, que está em constante evolução, devem estar atualizados sobre as últimas pesquisas, pós-graduações e recomendações se assim quiserem prosperar na mesma.

Medicina da Longevidade: como aplicar a longevidade no seu dia a dia no consultório

A Medicina da Longevidade surge como forma de garantir uma abordagem proativa e que antecede os problemas relacionados ao envelhecimento antes que eles aconteçam.

Ela vai além da simples prevenção de doenças, do check-up médico anual ou das boas práticas para uma vida melhor: é uma evolução de tudo isso junto somado às melhores condições para que o paciente cuide do corpo, da mente e de seus sentimentos e emoções, envelhecendo, assim, com saúde.

Mas, diferente da Medicina Preventiva e do Estilo de Vida comum, que muitos se confundem, inclusive, achando que são a mesma área, a Medicina da Longevidade é mais abrangente e personalizada, concentrando-se em biomarcadores associados ao processo de envelhecimento e à busca por uma vida mais duradoura.

Quem estuda a Medicina da Longevidade estuda não apenas a Medicina Preventiva, como também a de Precisão, a Medicina Funcional, Gerociência, Biogerontologia, entre outros.

Integrar tudo isso em um consultório não é tarefa fácil e envolve uma abordagem multidisciplinar, que vai do oferecimento de programas de prevenção personalizados, avaliações do estado de saúde de pacientes, incentivo à adoção de hábitos saudáveis desde cedo, incentivo à vacinação, rastreamento de doenças precoces e hereditárias, entre outros.

Conhecendo a tecnologia da longevidade

Incorporar tecnologias e práticas inovadoras também pode ser uma estratégia eficaz para garantir um atendimento de qualidade alinhado às demandas do envelhecimento populacional e, consequentemente, à longevidade.

Nesse sentido, a tecnologia da longevidade é uma grande aliada.

Composta por um conjunto de softwares, aplicativos e outros dispositivos que podem prolongar a vida com tecnologias de detecção de doenças e auxílio em tarefas cotidianas, essa é uma área que também está em constante crescimento.

Alguns exemplos relacionados à tecnologia da longevidade, como já citamos aqui, incluem:

  • Telemedicina
  • Cuidador virtual
  • Teste de DNA doméstico
  • Detector inteligente de doenças 
  • Suplementos para envelhecimento 

Desafios e oportunidades na promoção da longevidade 

A promoção da longevidade na prática médica contemporânea não é apenas um desafio, mas também uma grande oportunidade de redefinir a abordagem à saúde

No contexto do envelhecimento populacional que vimos, é fundamental que os profissionais de saúde se preparem para atender às necessidades específicas dessa parcela da população, e quem buscar por uma pós-graduação em longevidade com certeza sairá na frente.

Como vimos, explorar o melhor da tecnologia da longevidade na prática clínica também poderá contar pontos a mais para o médico que desejar se especializar nessa área.

Se você quer saber mais sobre o assunto, não perca a newsletter da Afya Educação Médica, a maior referência em pós-graduação médica do Brasil!

Inscreva-se agora mesmo e desfrute de um vasto universo de informações sobre saúde, qualidade de vida e trajetória na carreira médica!

Confira também nossa lista de cursos e unidades espalhadas pelas principais cidades e capitais do nosso País. 

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts