Jornada do Paciente

Autor(a)
Dr. Guilherme Carneiro Rodrigues

Médico Editor Afya Educação Médica. Médico Oftalmologista titulado pela AMB (Associação Médica Brasileira e pelo CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia). Formação em Oftalmologia no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho – Universidade Federal do Rio de Janeiro (HUCFF-UFRJ) com Fellowship Cirúrgico em Cirurgia de Catarata no CO SC (Cirurgia Ocular São Cristóvão - Grupo Opty).

‘’ Inteligência artificial’’

‘’ Empreendedorismo ‘’

‘’ Soft Skills ’’

‘’ Gestão médica ’’

‘’ Atualizações, protocolos, congressos e imersões ‘’

Vivemos hoje uma onda de novos - e EXTREMAMENTE importantes - tópicos para discussão e debate quando falamos sobre a carreira médica. Estes citados acima são apenas alguns dentre a gigante gama de skills exigidas na nova formação médica, que com muito orgulho apresentamos, difundimos e ensinamos em nossa instituição.

Ainda assim, com tantas expertises surgindo e em processo de desenvolvimento, torna-se delicado trilhar um caminho compartilhado entre tecnologias, valências pessoais e profissionais, petabytes de dados em constante mudança e inúmeras outras variáveis que circulam em torno do tema. Por este motivo, é importante voltarmos no ponto principal, de onde parte a nossa vida médica e também onde ela encontra seu ponto de resolução: o paciente.

A jornada do paciente

Ele procura no médico não somente um tratamento, uma prescrição correta para controle da pressão arterial, mas um ponto de apoio para sua dor, seja ela física ou emocional. Quando o paciente nos procura, temos que pensar com cuidado em todo o caminho que ele percorreu para chegar até a cadeira do consultório.

A jornada do paciente em clínicas ou hospitais é um dos aspectos mais críticos e complexos da assistência médica moderna devido ao impacto no desfecho do tratamento e na importância com o cuidado global da saúde. Compreender cada etapa dessa jornada – desde o primeiro contato até o pós-tratamento – é essencial para proporcionar um atendimento de qualidade e centrado no paciente.

Estudos sobre a jornada do paciente mostram grandes lacunas de pontos sensíveis e pouco explorados que podem impactar negativamente a experiência e os resultados clínicos. A análise destes pontos fornecem insights e, principalmente, dados que podemos analisar para otimizar processos, reduzir esperas, custos, melhorar a comunicação e, sobretudo, humanizar o atendimento, assegurando que cada paciente se sinta valorizado e cuidado em cada etapa de sua jornada.

A transformação digital

O impacto da transformação digital tem desempenhado um papel central na otimização da jornada do paciente. Ferramentas digitais como aplicativos de saúde, telemedicina e sistemas de gerenciamento de dados oferecem soluções inovadoras para muitos dos desafios enfrentados pelos pequenos e grandes centros de saúde. Por exemplo, a telemedicina permite consultas a distância ou até uma triagem otimizada, reduzindo o tempo de espera para atendimento e possibilitando o início de uma intervenção precoce, o que irá impactar diretamente no tempo de doença e na saúde do paciente. Sistemas de prontuários eletrônicos facilitam o acesso rápido e preciso às informações dos pacientes, promovendo um cuidado mais coordenado e eficiente.

Além disso, a integração de tecnologias avançadas como a inteligência artificial e o deep learning estão revolucionando a personalização do atendimento. Algoritmos de I.A. podem prever possíveis complicações e sugerir intervenções preventivas, enquanto ferramentas de deep learning analisam grandes volumes de dados para identificar padrões e tendências que podem melhorar os protocolos de tratamento. Essas tecnologias não só aumentam a eficiência operacional, mas também melhoram significativamente toda a experiência do paciente e seu desfecho clínico.

A digitalização da jornada do paciente promove uma experiência inclusiva, transparente e extremamente empoderadora. Plataformas digitais também podem permitir que os pacientes acessem facilmente seus registros médicos, marquem consultas online e recebam lembretes automatizados, aumentando a conveniência e a satisfação. A combinação de um estudo detalhado da jornada do paciente com a implementação estratégica de tecnologias digitais resulta em um sistema de saúde mais eficiente, altamente responsivo e centrado no paciente, onde cada indivíduo se sente respeitado e cuidado em todas as etapas do seu tratamento.

Devemos abraçar a tecnologia e inovação e utilizá-la para nos aproximar cada vez mais do principal protagonista da carreira médica. Lembrem-se: Nós tratamos o doente, não a doença. Por trás de cada sintoma, há um paciente que procura em nós um ponto de apoio, em todos os sentidos, onde há por trás uma história de vida única. Como o brilhante colega cardiologista Eduardo Lapa recentemente disse: ‘’ A doença se repete, o paciente não’’.

Vamos apontar e navegar em direção a um futuro onde a transformação digital irá liderar a simbiose médico-tecnologia, promovendo um cuidado que computador quântico algum é capaz de prever, onde o paciente é acolhido e ouvido desde o início de sua jornada.

Design aplicado na experiência do paciente e estratégia digital

Convidamos a Emanuela Gonçalves, especialista e Gerente de Tecnologia e Inovacao Digital, para falar sobre o Design aplicado na experiência do paciente com oobjetivo de garantir que os cuidados sejam personalizados, acessíveis e respeitosos, promovendo a dignidade, autonomia e participação ativa dos pacientes em suas próprias decisões de saúde.

Confira o texto dela completo, clicando aqui.

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts