Saúde mental: como evitar o esgotamento psicológico nos plantões médicos?

A rotina de um médico pode ser especialmente cansativa se comparada a outras atividades no mercado de trabalho qualificado. A situação é ainda mais grave quando envolve a realização de plantões no seu cotidiano. Além da alta carga de trabalho, os plantões podem ser imprevisíveis, estressantes e consumir muito da energia e paciência do médico.  

Alguns profissionais, em busca de aumento na renda mensal, prestígio e realização pessoal, acumulam diferentes trabalhos em clínicas, centros de saúde e hospitais. Em alguns deles, ainda realiza os plantões.  

Médico plantonista

Chamamos de médicos plantonistas aqueles que cumprem pelo menos 12 horas contínuas de trabalho. Os plantões podem acontecer em ambientes como o atendimento de urgência (pronto-socorro), ambulâncias, ambulatórios, clínicas, grandes eventos ou empresas.

Entre as principais atribuições do médico plantonista estão:

  • Acompanhar o paciente nos exames necessários;
  • Participar das reuniões convocadas pela equipe de liderança clínica;
  • Elaborar relatórios de alta e transferência;
  • Manter contato com a família dos pacientes;
  • Preencher o livro de ocorrência do plantão.

Síndrome de burnout

Uma condição muito comum a médicos plantonista é a síndrome de burnout. O burnout é associado ao estresse prolongado que tem sérios impactos sobre a saúde física. Está relacionada muitas vezes à exaustão emocional com o excesso de trabalho, excesso de tensão ou à sensação de que não há nada mais a ser feito.  

Em alguns casos, o burnout desencadeia uma incapacidade de demonstrar compaixão, uma situação especialmente perigosa na atividade médica. Em outras, soma ainda a despersonalização ou cinismo, quando os profissionais começam a se tornar insensíveis em relação aos outros, no caso, aos pacientes. Obviamente isso tem consequências negativas nas questões profissionais e, portanto, um distanciamento do trabalho.  

Atenção aos sinais:

  • Estresse prolongado
  • Cansaço físico fora do comum
  • Excesso de trabalho acumulado
  • Excesso de tensão  
  • Despersonalização
  • Cinismo
  • Falta de vontade de trabalhar
  • Ansiedade

Para cuidar de tanta gente, muitos profissionais acabam colocando em segundo plano a própria saúde e qualidade de vida. Mas existem medidas simples para se manter saudável durante a jornada de trabalho. Vamos conferir:  

Por que a Síndrome de Burnout entre médicos pode ser algo grave?

Médicos no limite da saúde mental por conta do trabalho excessivo, pressão e estresse colocam em risco não apenas a própria saúde, mas de outras pessoas, além da confiança da população no atendimento em saúde das instituições a que eles estão vinculados.

Alimentação saudável

Ingerir alimentos saudáveis antes, durante e depois do trabalho aumenta sua capacidade de manter-se ativo no ambiente profissional, repõe nutrientes e fortalece seu sistema imunológico. O plantão é, naturalmente, um ambiente de estresse. Manter-se pleno, com energia e boa imunidade ajuda o médico a enfrentar essa batalha diária sem adoecer.  

Evite também pular refeições ou recorrer a alimentos fáceis, como salgados fritos e refrigerantes. Traga para o trabalho lanches leves e nutritivos para comer nos intervalos.  

Uma outra dica é evitar consumir bebidas fortes com frequência, como cafés e chás ricos em cafeína. Apesar de manter o profissional acordado, essas bebidas podem  desregular o sono e comprometer a saúde do estômago.

Entenda os próprios limites

Mesmo disposto a trabalhar muitas horas em um plantão, é fundamental que o médico faça uma autocrítica a respeito de sua capacidade física e emocional para os plantões.  

Para enfrentar um plantão médico, principalmente se você é plantonista noturno, além de dormir bem na noite anterior, o ideal é voltar para a casa e descansar após o trabalho e evitar ao máximo compromissos no dia seguinte.  

Estudos apontam que dormir de 20 a 45 minutos é benéfico para pessoas que trabalham em turnos, ajudando a combater a fadiga e a restaurar a capacidade intelectual. Então, considere tirar uma soneca rápida durante um intervalo.

Divisão de trabalho

Faça uma divisão de horários para que você consiga ter momentos de repouso sem que nenhum paciente deixe de ser atendido. Oriente também a equipe de atendimento para que você não se sinta tão sobrecarregado.  

Estabeleça prioridades com a equipe e as circunstâncias em que você deve ser chamado, mesmo quando estiver no momento de repouso. Divida o horário com os colegas que fazem o mesmo turno do plantão médico para que todos tenham oportunidade de ter pausas.

Atividade física regular

A prática regular de exercícios físicos aumenta a capacidade de resistência física e induz a produção de importantes hormônios do bem-estar e prazer. Alguns especialistas afirmam que a prática de exercícios físicos têm o mesmo impacto sobre o sistema nervoso que medicamentos ansiolíticos.  

Movimentar o corpo cotidianamente ainda fortalece a saúde cardíaca, fortalecimento dos músculos, leva a redução do colesterol e da gordura corporal. Também serve como uma distração do estresse diário, que passa a focar no esforço físico e no controle da respiração.

Vida pessoal

Não negligencie sua vida pessoal. Amigos, a família e as momentos com pessoas que você gosta são essenciais opara uma boa saúde psicológica. Uma pessoa que não encontra tempo para se divertir pode se esgotar ou se angustiar com seu trabalho muito mais rápido. Redes de relações sociais têm impacto sobre o bem-estar em todos os setores da vida.  

Reserve um tempo para praticar um hobby. Passe um tempo de qualidade com amigos e familiares. Tente ainda não levar as preocupações do trabalho para casa.

Atualização em plantão seguro

O médico que trabalha no plantão tem à disposição na Afya Educação Médica, ex-IPEMED, o curso de Atualização Plantão Seguro. A formação possibilita que profissionais atuem com agilidade no atendimento de pacientes adultos graves por meio de conteúdos que variam de acordo com cada cenário.

Como é sua experiência nos plantões?

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts