Nutrologia: quais são as perspectivas de carreira para o médico?

A medicina é uma área altamente complexa e, por esse motivo, é dividida em diversas especialidades distintas e complementares. Diante dessa realidade, a nutrologia é um segmento que vem chamando bastante a atenção no mercado; mas você sabe quais são as perspectivas de carreira para esse médico?

Embora esteja em alta no momento, existem muitos detalhes e características importantes nessa área, que devem ser muito bem elucidadas e compreendidas antes que um profissional opte por dedicar os seus estudos para se tornar um especialista.

Um exemplo é a média salarial do nutrólogo. Confira o conteúdo a seguir e aprenda um pouco mais sobre esse tema.

O que é nutrologia?

A nutrologia é uma especialidade da medicina que tem como intuito principal o estudo, a pesquisa e a avaliação dos benefícios e malefícios causados pela ingestão de determinados nutrientes, aplicando esses conhecimentos para a melhor análise das necessidades orgânicas dos pacientes, mantendo sua saúde e reduzindo o risco de doenças.

O acompanhamento do estado nutricional das pessoas e a completa compreensão da fisiopatologia de enfermidades que estejam relacionadas à dieta alimentar permite que um nutrólogo atue no diagnóstico, na prevenção e no tratamento desses males. Isso contribui para a promoção de uma vida sadia e de mais qualidade.

O que faz um nutrólogo?

A abrangência de atuação de um nutrólogo é grande e inclui não apenas diagnosticar e tratar doenças nutricionais, mas também identificar eventuais falhas na dieta e nos hábitos de vida do paciente, bem como descobrir algum estado orgânico que esteja prejudicando a saúde daquele indivíduo. Também cabe a esse médico a realização de alguns esclarecimentos ao público, como a etiologia de condições como a obesidade, a síndrome metabólica, a hipertensão arterial, alguns cânceres, a anorexia nervosa, o diabete mellitus, a osteoporose, entre muitas outras patologias associadas.

O nutrólogo, nesse contexto, orienta sobre os componentes benéficos e maléficos que estão presentes em cada alimento, de forma que o seu paciente passe a saber fazer as suas escolhas alimentares para manter-se bem nutrido, dentro da faixa de peso saudável e, dessa maneira, consiga viver mais e melhor. Em linhas gerais, os nutrólogos estabelecem parcerias com médicos de outras especialidades, sobretudo com as áreas que estão mais relacionadas à dieta, como a endocrinologia, a gastroenterologia, a cardiologia e a medicina esportiva.

Outros profissionais da área de saúde também podem compor uma equipe multidisciplinar, como psicólogos e nutricionistas.

Quais são as principais patologias abordadas na nutrologia?

São muitas as patologias tratadas pela nutrologia clínica, sobretudo se pensarmos que praticamente qualquer enfermidade tem algum nível de relação com a dieta e as categorias de nutrientes ingeridos pelo paciente. Ainda assim, algumas doenças são mais comuns, como a obesidade, o diabete e a síndrome metabólica. A hipertensão arterial é outro mal que se faz muito presente no dia a dia dos nutrólogos, bem como a desnutrição na criança, no adulto e no idoso.

Completam essa lista as dislipidemias, esteatose hepática não alcoólica, intolerância à lactose, anemias carenciais, constipação intestinal, síndrome do intestino irritável, entre outras.

Quanto ganha um nutrólogo?

A média salarial do nutrólogo, como a de qualquer profissional, varia de acordo com uma série de fatores, inclusive com o local no qual ele atua e o seu nível de conhecimento. No entanto, a FENAM (Federação Nacional dos Médicos) recomenda um valor de R$ 11,6 mil por 20 horas de trabalho semanais para qualquer especialidade, incluindo a nutrologia. Essa quantia é utilizada como referência para guiar acordos e negociações coletivas da categoria e dos trabalhadores, individualmente.

Já o SINE (Sistema Nacional de Empregos) aponta que o ordenado de um nutrólogo pode variar de R$ 4,5 mil até mais de R$ 14 mil, dependendo da experiência e do setor de atuação.

Como é a carreira do nutrólogo?

Considerando as condições de vida que atingem a sociedade atualmente, é inegável que a humanidade vem sofrendo bastante com problemas relacionados com a alimentação. Atualmente, cerca de 30% da população mundial tem problemas com a obesidade ou algum sobrepeso, o que contribui para o desenvolvimento de doenças derivadas dessa situação.

As pessoas vêm experimentando, cada vez mais cedo, algumas enfermidades como o diabetes mellitus, a hipertensão e algumas alterações hormonais que podem predispor o surgimento de males como a depressão ou até mesmo alguns tipos de câncer.No outro extremo dessa história, vem um problema não menos grave, que é a falta de nutrientes adequados. Muitas vezes, até mesmo pessoas que consomem um excesso de calorias diariamente podem sofrer com a desnutrição, especialmente quando priorizam em sua dieta as comidas do tipo fast-food.

Resumidamente, mais do que nunca, a atuação do profissional da nutrologia é muito importante para o bem-estar da população. No entanto, até o momento, ainda contamos com um número insuficiente de nutrólogos em atividade no Brasil e a maior parte deles encontra-se nos maiores centros urbanos.

Como se tornar um nutrólogo?

Ao observar essa realidade pode-se perceber que existe um mercado importante e crescente para a carreira de nutrólogo no Brasil. No entanto, para se tornar um especialista em nutrologia, é fundamental ter realizado um curso de Medicina devidamente reconhecido pelo MEC e, na sequência, passar por uma especialização na área. Para isso, é preciso realizar um programa de residência devidamente reconhecido pela ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia) ou, caso você seja um profissional com uma rotina atribulada e queira estudar de uma maneira mais dinâmica, a pós-graduação em nutrologia pode ser a melhor alternativa.

É possível utilizar a carga horária de conteúdo prático da pós para complementar carga horária mínima exigida na prova de títulos. Como é possível perceber, a nutrologia vem ganhando cada vez mais espaço na medicina e na área da saúde em geral, tendo excelentes perspectivas de mercado e excepcional potencial de lucratividade, tanto para quem deseja atuar no setor público quanto para os que desejam abrir um consultório e atuar no segmento suplementar.

E você, está interessado em realizar uma pós-graduação em nutrologia? Quer aproveitar todo o potencial de valorização que essa área deve ter nos próximos anos, incluindo a média salarial do nutrólogo? Então, entre em contato com a Afya Educação Médica, ex-IPEMED e conheça nosso programa de curso!

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts