Gestão 360° na saúde: o que é e como implementar

Integrar todos pilares da área da saúde é um grande desafio para manter os sistemas de saúde funcionando eficientemente. É nesse ponto que surge a gestão 360° com suas soluções para uma gestão integrada na saúde.

Neste artigo, mostramos tudo sobre esse tipo de gerenciamento em saúde, sua importância, os maiores desafios e, finalmente, como superá-los. Mas antes de começar a ler, é preciso que você tenha em mente que nenhuma solução de saúde se sustenta quando apenas um dos lados se beneficia.

Dessa forma, se cada um dos pilares fizer parte de um círculo cujo último pilar encontra o primeiro, teremos um ângulo de 360°. Boa leitura!

O que é gestão 360° na saúde?

Quando falamos de gestão em saúde, seu papel é fazer com que todo o processo de atendimento ao paciente funcione de maneira eficaz e completa, incluindo a administração de recursos humanos, financeiros, sanitários e logísticos.

Já a gestão 360° é uma abordagem que busca integrar todos os aspectos relacionados ao gerenciamento em um ambiente de saúde.

Essa abordagem visa oferecer uma visão abrangente de toda a organização de saúde, permitindo uma gestão ainda mais eficiente e eficaz, além de enfatizar a importância de uma gestão participativa.

Nela, todas as partes interessadas estão envolvidas no processo de tomada de decisão, desde os pacientes e familiares, os profissionais de saúde da equipe multidisciplinar e até os gestores.

Além disso, esse tipo de gestão na área da saúde busca a melhoria contínua, por meio da avaliação constante e do feedback dos processos e dos resultados.

Em resumo, a gestão 360° na saúde é uma abordagem que busca integrar todos os aspectos da gestão em um ambiente de saúde, de forma participativa e com foco na melhoria contínua.

Como a gestão 360° funciona na saúde?

A abordagem integrativa da gestão 360° de todas as áreas e processos de uma organização de saúde funciona em uma visão completa e integrada, considerando todos os aspectos da instituição de saúde, incluindo a gestão de:

  • equipamentos médicos e hospitalares;
  • informação e comunicação;
  • cuidados em saúde;
  • recursos humanos;
  • suprimentos;
  • marketing;
  • tecnologia;
  • recursos financeiros;
  • pessoas;
  • entre outros.

Enfim, a gestão 360° é baseada em uma abordagem de gestão que envolve a participação de todos os colaboradores e líderes da empresa em todos os níveis hierárquicos. A ideia é que todos trabalhem em conjunto para identificar oportunidades de melhoria, implementar soluções e gerar resultados positivos para a organização como um todo.

Dessa forma, a gestão 360° busca maximizar a eficiência e eficácia das instituições de saúde, garantindo que todas as áreas trabalhem juntas em direção aos mesmos objetivos e metas, de modo a atender as expectativas dos clientes, acionistas e demais partes interessadas.

Essa abordagem pode ser integrada por meio de ferramentas e técnicas de gestão, como a gestão por processos, a gestão de projetos e a gestão de indicadores de desempenho, entre outras.

Qual o principal objetivo da gestão integrativa na saúde?

A meta principal da gestão de saúde é garantir que os recursos disponíveis sejam utilizados de forma eficiente e eficaz, a fim de fornecer atendimento de qualidade e acessível à população.

Isso envolve a criação de políticas e procedimentos para gerenciar o fluxo de pacientes, monitorar a qualidade dos serviços prestados, gerenciar o uso de recursos e garantir a segurança dos pacientes.

Assim, os profissionais de gestão de saúde desempenham um papel fundamental na organização e na administração de sistemas de saúde, incluindo hospitais, clínicas, unidades de atenção primária e outros serviços de saúde.

Eles são responsáveis ​​por garantir que os serviços de saúde sejam prestados de forma eficiente e eficaz, ao mesmo tempo que atendem às necessidades da comunidade e dos pacientes.

Qual sua importância na área da saúde?

A gestão 360° é fundamental na área da saúde, pois permite uma visão completa e integrada da gestão dos serviços de saúde — em clínicas e instituições hospitalares — envolvendo todas as áreas que vivenciaram o cuidado com os pacientes.

Essa abordagem envolve o gerenciamento completo dos serviços de saúde, desde a infraestrutura e recursos humanos até a gestão financeira, processos internos e ações de marketing.

Com essa visão abrangente, é possível identificar e resolver problemas de forma mais eficaz e garantir que os pacientes recebam um atendimento de qualidade em clínicas e instituições hospitalares.

Além disso, a gestão 360° também permite a melhoria contínua dos processos, garantindo que as práticas adotadas estejam atendidas com as melhores práticas do mercado e que os pacientes recebam um atendimento mais eficiente e seguro.

Dessa forma, esse tipo de gestão é essencial para que os serviços de saúde possam atender às necessidades dos pacientes de forma completa e integrada, promovendo qualidade de vida e bem-estar da população.

Quais são os principais desafios da gestão 360º?

A gestão 360º é um modelo de gestão que abrange todas as áreas da empresa, desde o planejamento até a execução das operações, envolvendo todos os departamentos e colaboradores da organização. Essa abordagem tem como objetivo a melhoria contínua dos processos e resultados da empresa, por meio da integração e colaboração entre as diferentes áreas.

No entanto, como em qualquer modelo de gestão, existem desafios a serem enfrentados na implementação e manutenção da gestão 360º. Alguns desses desafios incluem os pontos a seguir!

Integração de sistemas e processos

Para que a gestão integrada na saúde seja compatível, é necessário que todos os sistemas e processos estejam interligados e que haja uma comunicação eficiente entre as áreas. Isso pode exigir a adoção de novas tecnologias e a revisão dos processos existentes.

Dificuldade na definição de objetivos

Como a gestão 360º abrange todas as áreas da empresa, e pelo fato de as empresas envolvidas participantes do ciclo estarem lidando com vidas, pode ser exigido definir objetivos claros e mensuráveis ​​para cada área.

Para isso, é necessário que a empresa de saúde estabeleça indicadores de desempenho e metas realistas para cada departamento, de forma a manter todos os objetivos da empresa como um todo.

Acompanhamento constante

A gestão 360º em saúde exige um acompanhamento constante dos resultados e processos, o que pode ser difícil de implementar em empresas com muitos departamentos e colaboradores.

Para que funcione, é preciso que as empresas estabeleçam processos claros de comunicação e de monitoramento de desempenho para garantir que a gestão integrativa seja aplicada da forma mais eficaz possível.

Desafio na liderança

Liderar uma empresa de saúde com gestão 360º requer habilidades de liderança diferenciadas, já que é necessário estar preparado para tomar decisões que podem atingir todas as áreas da empresa, além de manter todos os colaboradores motivados e comprometidos com os objetivos da empresa.

Mudança cultural

Por fim, o último desafio, mostra que implementar uma gestão 360º requer uma mudança cultural significativa na empresa, que pode encontrar resistência por parte de alguns colaboradores que estavam acostumados a trabalhar de forma reservada em suas áreas.

Assim, é importante que a liderança esteja comprometida com essa mudança e seja capaz de comunicar claramente os benefícios da gestão 360º a estas pessoas para que aprendam a atuar em equipe e entendam essa importância.

Como superar os desafios da gestão 360° em saúde?

Como você viu, são muitos os desafios que abrangem a gestão 360°. No entanto, felizmente, há como contorná-los. A seguir estão algumas sugestões que podem ajudar na superação dos mesmos!

Integração entre áreas e sistemas

O objetivo é garantir que as áreas se comuniquem e trabalhem em conjunto de forma harmoniosa, de modo a garantir que uma organização esteja operando em sua capacidade máxima e alcance seus objetivos estratégicos.

A implementação de sistemas de gestão 360° envolve a adoção de soluções tecnológicas que permitem que diferentes áreas compartilhem informações e trabalhem juntas em projetos e processos.

Por exemplo, um sistema de gerenciamento de projetos pode ser usado para coordenar equipes de diferentes áreas em um projeto, fornecendo uma visão unificada das atividades em andamento, dos prazos e das metas de cada equipe.

A integração entre áreas também pode ser alcançada por meio de uma cultura organizacional forte, que enfatiza a colaboração, a comunicação e o trabalho em equipe.

Com isso, os líderes podem incentivar a troca de informações entre as diferentes áreas, promover a participação em projetos interdepartamentais e estabelecer objetivos compartilhados para toda a organização.

A integração entre áreas e sistemas de gestão 360° é uma abordagem abrangente para a gestão de uma organização, que visa otimizar o desempenho da empresa e garantir que ela esteja preparada para enfrentar os desafios do mercado.

Feedbacks 360°

O feedback na área de saúde é uma ferramenta de avaliação de desempenho que envolve a coleta de informações a respeito da atuação (perante os colegas ou aos pacientes) de um profissional de saúde a partir de diversas fontes, incluindo colegas de trabalho, pacientes, superiores hierárquicos e outros profissionais com os quais o profissional interage em seu dia a dia de trabalho.

Essa avaliação tem como objetivo fornecer ao profissional um panorama completo de seu desempenho, suas competências e habilidades, e áreas que precisam ser aprimoradas.

Além disso, o feedback 360° também é útil para o desenvolvimento de planos de carreira e treinamentos e para a avaliação da eficácia das intervenções que visam melhorar a qualidade do atendimento aos pacientes.

É importante destacar que o feedback 360° na área da saúde deve ser realizado de forma criteriosa e sempre respeitando a privacidade dos pacientes, a ética profissional e as normas e regulamentações vigentes.

Visão 360° do paciente

Enxergar cada paciente como único é uma abordagem integrativa que busca entender o paciente como um todo, levando em consideração não apenas seus sintomas físicos, mas também sua história médica, psicológica, social e também ambiental.

Assim, a ideia é obter uma compreensão completa e detalhada dos pacientes, com o objetivo de fornecer um tratamento mais personalizado e eficiente.

Essa abordagem envolve uma equipe multidisciplinar de profissionais de saúde, que trabalham juntos para fornecer essa visão completa à medida que compartilham suas experiências com cada paciente.

Participam da avaliação toda a equipe, incluindo médicos, enfermeiros, fisioterapeutas , farmacêuticos, psicólogos, assistentes sociais e outros profissionais que podem contribuir com sua expertise para o cuidado do paciente.

Enfim, a visão 360° do paciente pode ajudar a identificar fatores que podem estar confiantes para a condição do paciente, incluindo fatores de risco comportamental, social e ambiental.

Com isso, é possível desenvolver um plano de cuidados mais eficaz e personalizado, levando em consideração todos os aspectos da saúde de cada paciente.

Trabalhe em equipe

Para garantir uma gestão eficaz da saúde 360°, é essencial que todos os profissionais envolvidos no cuidado trabalhem em conjunto. Isso inclui médicos, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos e outros profissionais de saúde.

Use a tecnologia

A tecnologia, como os indicadores de desempenho, podem ser uma ferramenta valiosa para uma gestão 360° em saúde. Assim, os softwares de gestão de saúde e prontuários eletrônicos podem ajudar a manter um registro completo e preciso do histórico médico de um paciente, bem como garantir que diferentes profissionais de saúde possam colaborar e compartilhar informações facilmente.

Um bom exemplo é adotar um software ERP (Planejamento de Recursos Empresariais): um sistema para auxiliar na administração e conexão dos vários setores da empresa de saúde, com suporte a automação, além de compartilhar informações com maior rapidez e, acima de tudo, muita segurança. Assim, todos poderão estar conectados.

Outrossim, um software funciona como uma espinha dorsal que implementa as novas tecnologias, como big data ou inteligência artificial, contribuindo para um ambiente de trabalho de saúde mais salutar e funcional a todos.

Adotar a gestão à vista

Além disso, é fundamental adotar a gestão à vista. Ou seja, deve compartilhar os resultados utilizando-se de painéis de gestão, sempre posicionados de forma estratégica nos setores de gestão da clínica ou hospital.

Com isso, os resultados podem ser vistos por todos e com a percepção otimizada transparente, além de garantir uma visão panorâmica dos profissionais de saúde.

Nos painéis de gestão podem ser colocados indicadores, documentos, avisos, relatórios e outros itens que geram uma visão mais abrangente sobre o que acontece nas instituições de saúde.

Foque na prevenção

A prevenção é fundamental para a saúde 360°. Para isso, os gestores de saúde devem trabalhar com suas equipes para promover a prevenção de doenças e a adoção de hábitos saudáveis, como exercícios regulares e uma dieta equilibrada.

Nesse sentido, cabe aos profissionais de saúde orientar os pacientes a:

  • melhorarem sua forma de se alimentar (nutricionista);
  • quanto ao uso correto de medicamentos (farmacêuticos);
  • técnicas de respiração e alongamento (fisioterapeutas);
  • cuidados com a saúde mental (psicólogos);
  • como tratar de feridas e demais cuidados (enfermeiros).

Priorize a comunicação

A comunicação é fundamental para uma gestão 360° em saúde. Dessa forma, os gestores de saúde precisam garantir que haja uma comunicação clara e eficiente entre os profissionais de saúde e os pacientes, além de seus familiares, bem como entre os profissionais entre si.

A comunicação é fundamental, pois, como já vimos, não existe gestão integrada na saúde sem que todos os envolvidos conheçam a forma como os profissionais de saúde e da gestão atuam para um resultado em conjunto eficiente.

Invista em treinamento

Para garantir que todos os profissionais de saúde envolvidos na gestão 360° tenham as habilidades necessárias para lidar com os desafios específicos dessa abordagem, é importante investir em treinamentos e na capacitação dos profissionais.

Com isso, as habilidades clínicas, profissionais e interpessoais são aprimoradas. O resultado é a melhora da satisfação e da segurança dos pacientes e de seus familiares.

Antecipar tendências

A visão da gestão 360° é, inegavelmente ampliada, e os dados coletados por ela podem ser usados ​​para identificar tendências emergentes e oportunidades de melhoria. São exemplos:

  • uma análise de dados de satisfação do paciente pode ajudar a identificar áreas em que os pacientes estão insatisfeitos e onde melhorias são necessárias.
  • já a análise de dados clínicos pode ajudar a identificar áreas onde os pacientes estão recebendo tratamentos menos eficazes ou onde há um aumento nas doenças crônicas.

Em resumo, a gestão 360° pode antecipar tendências em saúde através da análise de dados de várias fontes de diferentes áreas dentro de uma organização. Isso permite que uma organização se adapte rapidamente às mudanças no mercado de saúde e ofereça melhores serviços aos pacientes.

Melhorias dos processos

Quando se trata de melhorar os processos, a gestão 360° pode ser muito eficaz, pois envolve a colaboração de todas as áreas e níveis da organização. Para melhorar os processos na gestão 360°, é necessário seguir alguns passos, como os que estão abaixo!

1. Identificar os processos existentes

O primeiro passo é identificar os processos existentes na organização e entender como eles estão sendo executados. Ou seja, além de entender como é o seu trabalho como profissional, é fundamental compreender como as outras pessoas atuam.

2. Analisar os processos

O próximo passo é analisar os processos existentes para entender onde estão as falhas e os gargalos. É importante envolver pessoas de diferentes áreas da organização nesse processo, para que todas as perspectivas sejam consideradas.

3. Definir os objetivos

Depois de identificar e analisar os processos, é hora de definir os objetivos de melhoria. Os objetivos devem ser claros e mensuráveis, e devem levar em consideração as necessidades de todas as áreas envolvidas.

4. Desenvolver um plano de ação

Com os objetivos definidos, é hora de desenvolver um plano de ação para melhorar os processos. O plano deve incluir tarefas específicas, prazos e responsabilidades claramente definidas.

5. Implementar as melhorias

Depois de desenvolver o plano de ação, chega o momento de implementar as melhorias nos processos. É importante monitorar o progresso e fazer as configurações sempre que for necessário.

6. Avaliar os resultados

Finalmente, é importante avaliar os resultados das melhorias implementadas. Os resultados devem ser comparados com os objetivos definidos anteriormente, para determinar se as melhorias foram bem-sucedidas ou se ainda há espaço para melhorias adicionais.

Atendimento aprimorado

Melhorar o atendimento ao paciente tanto quanto possível, permite um modelo de cuidados em saúde que tem como objetivo fornecer atendimento abrangente e personalizado aos pacientes, abordando todas as suas necessidades de saúde, incluindo as físicas, emocionais e sociais.

Essa forma de atendimento se concentra em fornecer uma experiência completa ao paciente, desde a prevenção e diagnóstico de doenças até o tratamento e cuidados posteriores.

Algumas das características que tornam o atendimento ao paciente aprimorado em saúde 360° se destacam!

1. Equipe interdisciplinar

Uma equipe de saúde envolvida no cuidado do paciente inclui profissionais de diferentes especialidades, como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos e assistentes sociais, que trabalham juntos para atender todas as necessidades do paciente.

2. Abordagem centrada no paciente

O cuidado é personalizado para cada paciente, com base em suas necessidades, emoções e valores individuais. O paciente é visto como um parceiro no processo de cuidado e é incentivado a participar ativamente de sua própria saúde.

3. Tecnologia avançada

O atendimento ao paciente aprimorado em saúde 360° utiliza tecnologia avançada, como registros eletrônicos de saúde, aplicativos móveis de saúde e monitoramento remoto, para melhorar a eficiência e qualidade do cuidado.

4. Prevenção e gerenciamento de doenças crônicas

Esse modelo previne e gerencia doenças como diabetes mellitus, hipertensão, doenças cardiovasculares e pulmonares — como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) —, asma, enfisema, entre outras por meio de estratégias como educação em saúde, mudanças no estilo de vida e monitoramento contínuo.

Em resumo, o atendimento ao paciente aprimorado em saúde 360° busca fornecer um cuidado abrangente, personalizado e centrado no paciente, que visa atender todas as necessidades de saúde do paciente e melhorar a sua qualidade de vida.

Ao seguir essas dicas, os gestores de saúde podem superar os desafios da integrada em saúde e proporcionar aos pacientes um cuidado abrangente e de alta qualidade.

Nesse artigo bastante abrangente sobre gestão 360° em saúde, você conferiu tudo o que é mais importante sobre o assunto. Viu, por exemplo, que a finalidade da gestão integrativa é sempre proporcionar o melhor para os pacientes.

Além disso, você conferiu que, embora haja desafios, eles podem ser superados com as medidas certas. Agora basta colocar tudo em prática em sua clínica ou instituição hospitalar!

Gostou deste conteúdo sobre atenção domiciliar em saúde? Agora, assine nossa newsletter e tenha acesso aos novos conteúdos diretamente em seu e-mail assim que forem publicados.

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts