Decisão da Justiça reforça importância da Dermatologia nos procedimentos estéticos

Uma decisão da Segunda Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região anulou os efeitos de resolução do Conselho Federal de Farmácia (CFF), que estendia a autorização para realizar técnicas de natureza estética e recursos terapêuticos àqueles aos farmacêuticos.

A partir de agora ou até que a decisão seja revista, apenas médicos especialistas poderão fazer procedimentos como laserterapia, cosmetoterapia, luz intensa pulsada, ultrassom estético e realização de peelings químicos e mecânicos ficarão restritos aos médicos dermatologistas.  

A decisão da Justiça em relação aos procedimentos estéticos reforça a importância da formação em Dermatologia em um crescente mercado da beleza.  

A IPEMED, além de oferecer o curso de pós-graduação em Dermatologia, também disponibiliza workshops que ensinam diferentes técnicas estéticas:

O curso de pós-graduação em Dermatologia prepara médicos para uma atuação de excelência no diagnóstico e no tratamento das doenças que acometem a pele e os seus anexos, bem como na realização de procedimentos estéticos. Além do aprendizado técnico-científico, o aluno tem ainda a sua disposição uma carga horária curricular para complementar as horas necessárias para realização da prova de título.  

Dermatologia estética

Um dermatologista, além de atuar no tratamento e cura de doenças da pele, também está apto a realizar uma série de procedimentos exclusivamente estéticos, como aplicação de toxina botulínica, preenchimentos, remoção de tatuagens, entre outras centenas de procedimentos que são desenvolvidos todos os anos no setor.  

Dentro do ramo da dermatologia, destaca-se uma especialidade: a dermatologia estética, Ela abrange um conjunto de habilidades em clínica, cirurgia e cosmiatria. O mais interessante é que o profissional da área não cuida somente da beleza de seus pacientes.  

Um médico especialista em dermatologia estética pode:

  • Realizar pequenas e médias cirurgias;
  • Diagnosticar as doenças de pele e as disfunções sistêmicas com manifestações cutâneas;
  • Realizar procedimentos estéticos diversos.

A área, como qualquer outra na Medicina, implica que o profissional tenha uma formação técnica de qualidade, com amplo conhecimento  e experiência prática clínica. Esse profissional deve conhecer a anatomia, a fisiopatologia e a imunologia da pele, de modo a garantir bons resultados para seus pacientes.  

Além da estética, a Dermatologia vem despontando com descobertas científicas e novas técnicas de tratamento. Aqui no blog, já discutimos as principais tendências do mercado de dermatologia.  

Cotidiano do profissional dermatologista

O dermatologista é um profissional que tem como foco a atuação clínica. Isso vale também para o dermatologista esteticista. Por essa característica, é um profissional que tem flexibilidade de horários nos atendimentos, já que não se trata de uma área com demandas constantes e urgentes.  

Isso significa que o dermatologista pode atuar tanto em uma rede de saúde estabelecida quanto montar o próprio negócio. Até mesmo permite que atuem em várias clínicas e estabelecimentos de saúde ao mesmo tempo. Outros optam por ter a própria clínica de dermatologia.

Aqui no blog da IPEMED, já demos algumas dicas sobre como montar o próprio consultório de dermatologia. Que tal conferir?  

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts