Pós-graduação médica: vale a pena fazer uma segunda?

Autor(a)

Cada vez mais médicos estão fazendo pós-graduação médica, como uma forma de adquirir conhecimentos específicos em uma área. É uma boa opção para quem deseja se aprofundar e aprender as técnicas mais recentes em uma especialidade, aliando a teoria e a prática. O curso pode ajudar, também, a melhorar o currículo médico, agregando valor à atuação profissional. Se você já fez uma pós, já pensou em como uma segunda poderia contribuir ainda mais para elevar a sua carreira? É o que falaremos neste post! Continue lendo e veja se vale a pena fazer uma segunda pós-graduação!

A importância da pós-graduação médica

Muitos médicos procuram a pós-graduação como alternativa à residência médica. Mesmo que o curso ajude muito na preparação para a prova de título, essa não é a principal função dele. A pós é muito importante para o aperfeiçoamento profissional, com uma aprendizagem continuada. Assim, a pós-graduação médica é uma forma de adquirir conhecimentos específicos e aprofundados em uma especialidade. Com ela, você pode ter uma atuação segura na área, ainda que não se torne um especialista. Por isso, pode ser muito interessante fazer mais de um curso, sendo uma forma de se tornar um profissional ainda melhor.

A escolha de áreas complementares

Uma dúvida recorrente quando se quer fazer uma segunda pós-graduação médica é quais áreas escolher. Um primeiro ponto para esclarecer essa questão é a sua experiência. Afinal, é normal não seguir na especialidade escolhida, tanto pela falta de oportunidade no mercado quanto por não ter afinidade com o assunto. Dessa forma, se você fez uma pós em psiquiatria e não trabalha na área, pode escolher um novo curso para recomeçar a sua carreira. E não tenha medo de fazer isso, jamais! No entanto, a maior vantagem de fazer uma segunda pós-graduação é complementar seus conhecimentos. Afinal, as especialidades não são isoladas. Um paciente pode precisar de vários profissionais para lidarem com um mesmo problema. Por isso mesmo, a abordagem multidisciplinar tem sido cada vez mais valorizada. Portanto, quem faz uma segunda pós-graduação está atendendo a uma demanda do próprio mercado. Por exemplo, se você é psiquiatra ou pós-graduado na área, pode fazer uma pós-graduação em geriatria, para atender melhor pacientes idosos com problemas mentais, o que tem se tornado bastante comum. Do mesmo modo, quem fez uma pós-graduação em neurologia, também pode se especializar em pediatria, dedicando-se ao atendimento neurológico de crianças. Se você estudou dermatologia, pode fazer alergologia para tratar melhor problemas de pele.

Motivos para fazer uma segunda pós-graduação

É claro que as associações feitas acima são apenas exemplos. Você pode escolher o curso que desejar, ainda que eles não pareçam ter nada a ver. Isso depende muito de suas preferências pessoais. Inclusive, a vontade de aprender sempre é o que motiva muitos médicos a optarem pela pós-graduação. Mesmo assim, se você ainda está em dúvida, listamos alguns motivos a seguir.

Mais conhecimento

O primeiro motivo para se fazer uma segunda pós-graduação médica é, obviamente, adquirir mais conhecimento. Os cursos são atualizados todos os anos. Assim, você pode aprender as técnicas mais modernas dentro de cada especialidade.

Possibilidades no mercado

Se você faz mais uma pós, pode atuar nas duas áreas, concorrendo a mais oportunidades, ampliando suas possibilidades no mercado. Dá até para conciliar trabalhos bem diferentes entre si.

Valorização do currículo

Com a competitividade do mercado de trabalho, é fundamental procurar maneiras de destacar o seu currículo diante da concorrência. E ter mais de uma pós-graduação médica é uma forma de destacar suas competências e, também, de demonstrar que você busca sempre se capacitar.

Menor tempo investido

As aulas da pós acontecem apenas em um fim de semana por mês. Assim, você consegue administrar melhor o seu tempo e conciliar as aulas com o trabalho e outras atividades.

Maior retorno financeiro

Ao adquirir mais conhecimento específico e se destacar no mercado, você pode ter um rendimento muito maior. A sua experiência e a sua dedicação são mais valorizadas no mercado. Portanto, vale a pena fazer uma segunda pós-graduação médica. No entanto, é fundamental analisar as suas preferências e considerar todas as possibilidades. O mais importante é continuar estudando para ser um médico ainda melhor.

E aí? O que achou do post? Tem interesse em fazer uma segunda pós-graduação médica? Entre em contato conosco para conhecer nossos cursos e tirar todas as suas dúvidas!

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts