Médico gestor: conheça seus principais desafios

Além do sonho de se tornarem médicos renomados e talentosos em suas áreas, muitos profissionais também sonham em gerir grandes hospitais, ou então empreender na Medicina com suas próprias clínicas.

Embora se tornar um médico gestor traga algumas vantagens, como a independência e altos ganhos financeiros, esta posição traz inúmeras responsabilidades e pode apresentar problemas para profissionais sem algumas noções básicas de empreendedorismo.

Neste post, você vai conhecer um pouco mais sobre os principais desafios do médico gestor e, principalmente, como você pode fazer para superá-los e ter sucesso em uma posição de destaque.

O que é o papel de gestor?

De maneira geral, o papel de gestor é fundamental em todas as áreas, desde instituições de saúde até empresas e outras organizações. Embora as funções que ele exerce sejam diferentes para cada área, as principais atribuições são comuns e envolvem:

  • coordenar funcionários;
  • criar processos e políticas para a instituição;
  • fiscalizar o cumprimento de regras;
  • avaliar novas admissões e demissões necessárias;
  • representar a instituição em eventos externos e na mídia.

Assim, como o cargo de gestor é fundamental para tomar decisões e avaliar a situação da instituição, este cargo exige um profissional extremamente qualificado e interessado no crescimento da empresa.

No caso do hospital, os desafios do gestor são ainda mais complexos, já que o planejamento estratégico hospitalar faz com que este profissional acumule muitas funções e precise lidar com as rotinas aceleradas da instituição hospitalar.

A seguir, você vai entender melhor sobre os principais desafios que estes profissionais precisam enfrentar para ser um médico gestor eficiente.

Principais desafios do médico gestor

Como você pode imaginar, não são poucos os desafios de todos os profissionais da Medicina. Isso ocorre porque, além dos anos de estudo intenso, quando estão atuando, estes profissionais são colocados em momentos de estresse e precisam decidir com agilidade.

No caso de um médico gestor, os desafios da gestão em saúde são ainda maiores, já que além dos desafios de atuar como médico, o gestor também é responsável por gerir toda a equipe de profissionais, da saúde ou não, tomando decisões que afetam a todos. Confira quais são os principais desafios!

Gestão do atendimento dos pacientes

Mesmo que muitas medidas tomadas por um gestor dentro de uma clínica ou hospital afetem primeiramente os médicos e funcionários, a grande maioria delas é tomada pensando em um grupo fundamental: os pacientes!

Assim, a gestão do atendimento é um dos principais desafios do médico gestor, já que prezar pela excelência no atendimento e otimizar a experiência do paciente são alguns dos maiores indicadores de qualidade de uma instituição de saúde.

Nesta etapa, é comum que gestores se deparem com problemas como longas filas de espera, reclamações variadas dos pacientes, desorganização do sistema de encaminhamento ou dificuldades dos pacientes em encontrar setores do hospital.

Dificuldades em conciliar mais de uma função

Embora a posição de gestor envolva muito prestígio e seja almejada por diversos profissionais da Medicina, ela acaba tomando muito tempo e dificulta o exercício de Medicina em si. Assim, o médico gestor muitas vezes precisa trocar o estetoscópio por planilhas e outras ferramentas de organização.

Ainda assim, muitos médicos tentam conciliar as duas funções, acumulando plantões médicos e consultas com os afazeres burocráticos da gestão. Embora isso possa ser possível, dependendo do porte da instituição, estas jornadas podem trazer algumas complicações.

Estresse, esgotamento médico, muitas tarefas acumuladas, dificuldades em executar todas as tarefas com qualidade e trabalho constantemente sendo levado para casa estão entre os principais desafios deste profissional.

Padronização dos processos

Uma das principais dificuldades enfrentadas durante a gestão médica, sobretudo quando ainda estão iniciando nesta função, é padronizar suas decisões e processos, de maneira a agir de forma eficiente e justa.

Quando esta padronização é realizada, o hospital consegue ter bons protocolos que servem tanto para os pacientes quanto para os funcionários, proporcionando organização nas situações previstas, e até mesmo tranquilidade durante os imprevistos.

Ao contrário, quando o médico gestor tem dificuldades na padronização dos processos, muitas decisões que poderiam ser facilmente resolvidas com uma leitura de regras, se transformam em longas reuniões e ainda mais afazeres para o gestor.

Como superar estes desafios?

Como você pôde acompanhar ao longo deste post, não são poucos os desafios que estes profissionais precisam enfrentar para conseguir alcançar a máxima eficiência e qualidade no atendimento da instituição de saúde em que trabalham.

Agora que você já está familiarizado com os principais desafios, é hora de descobrir maneiras de contornar estas adversidades e gerir o hospital ou clínica da melhor forma possível. Confira!

Investir em treinamentos e educação continuada

Por se tratar de um cargo de extrema confiança, o médico gestor precisa estar constantemente atualizado e atento para desenvolver soft skills fundamentais para suas atribuições.

Uma das melhores maneiras de fazer isto é investir constantemente em treinamentos e também em programas de educação continuada. Dessa forma, é possível se manter eficiente e preparado para os novos desafios que surgem na atuação.

Além de investir em cursos, o médico gestor deve proporcionar estas experiências para sua equipe, oferecendo semanas de treinamento, workshops e outras oportunidades para que a equipe médica e o corpo de funcionários possam usufruir de novos conhecimentos.

Compreender os desafios específicos da instituição

Um erro comum de muitos médicos gestores é aplicar o conhecimento adquirido em cursos e leituras da mesma maneira que aprenderam sem antes considerar a realidade da instituição em que trabalham.

Um médico gestor que descobriu a importância de informatizar os dados e trazer os avanços tecnológicos da Medicina para a instituição, por exemplo, deve considerar o orçamento da clínica ou hospital, já que este procedimento pode colocar a instituição em uma situação de dívidas onerosas.

Dessa forma, a gestão médica nunca deve aplicar fórmulas prontas na instituição, e deve  estar sempre atento ao que o hospital ou clínica realmente necessita que seja melhorado ou implementado.

Aceitar sugestões de colegas e pacientes

Mesmo que o médico gestor esteja em uma posição privilegiada para compreender os detalhes de um hospital ou de uma clínica, muitos fatos podem passar despercebidos por este profissional por não estar presente cotidianamente na ponta da operação.

Por esta razão, é importante ter ouvidos atentos para sugestões dos demais profissionais e pacientes, já que eles vivem experiências muito diferentes e que podem enriquecer o plano de ação do gestor.

Quer entender mais sobre gestão hospitalar, Medicina e tudo relacionado à saúde? Continue no blog da IPEMED!

Neste post, você descobriu quais são os principais desafios do médico gestor, que precisa acumular a função de profissional de Medicina e administrar a instituição de saúde.

Além disso, você também ficou por dentro do que pode ser feito para contornar esses desafios e gerir a instituição de saúde da maneira mais eficiente possível.

Se você se interessou por este conteúdo e não quer perder outros posts como este, siga a Afya Educação Médica, ex-IPEMED nas redes sociais. Você pode nos encontrar no Facebook, Instagram, LinkedIn e também em nosso canal no YouTube.

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts