Guia básico: o que você precisa saber sobre o câncer

O câncer é uma das doenças mais desafiadoras e impactantes em todo o mundo. Como médico generalista, é essencial ter um conhecimento sólido sobre essa condição, já que ela pode afetar pacientes em todas as idades e em diversas especialidades médicas.

Neste guia básico, abordaremos as principais causas, tipos, sintomas, diagnóstico, fatores de risco e tratamentos disponíveis para o câncer, bem como dados numéricos relevantes sobre a sua prevalência no Brasil e no mundo.

O que é o câncer?

O câncer é uma doença caracterizada pelo crescimento descontrolado e anormal de células no corpo, que podem se espalhar para outros tecidos e órgãos, formando tumores malignos. Esses tumores podem interferir nas funções normais do corpo, causando sintomas e complicações graves.

Principais causas

O câncer pode ser desencadeado por uma combinação de fatores genéticos, ambientais e de estilo de vida. As principais causas incluem:

  • Fatores genéticos: algumas pessoas têm uma predisposição genética para o câncer, o que significa que possuem mutações hereditárias que aumentam o risco de desenvolver a doença.
  • Exposição a agentes cancerígenos: a exposição a substâncias carcinogênicas, como tabaco, radiação ultravioleta, produtos químicos industriais e poluentes do ar, e o consumo de alimentos ultraprocessados podem aumentar o risco de câncer.
  • Estilo de vida: hábitos de vida pouco saudáveis, como tabagismo, consumo excessivo de álcool, dieta pobre em frutas e vegetais, falta de atividade física e obesidade, estão associados a um maior risco de câncer.
  • Infecções: algumas infecções virais, como o vírus do papiloma humano (HPV) e o vírus da hepatite B e C, podem aumentar o risco de câncer.

Diferentes tipos de câncer

Existem mais de 100 tipos diferentes de câncer, cada um com características distintas. Alguns dos tipos mais comuns incluem:

  • Câncer de pulmão: geralmente associado ao tabagismo, é uma das principais causas de morte por câncer em todo o mundo.
  • Câncer de mama: afeta principalmente as mulheres, mas também pode ocorrer em homens. A detecção precoce é fundamental para o tratamento bem-sucedido.
  • Câncer de próstata: é o câncer mais comum entre os homens, mas geralmente cresce lentamente e pode ser tratado com sucesso quando detectado precocemente.
  • Câncer de colo de útero: associado ao HPV, é prevenível com vacinação e rastreamento regular.
  • Leucemia: um câncer que afeta as células sanguíneas e a medula óssea.
  • Câncer colorretal (cólon e reto): a colonoscopia regular é fundamental para a detecção precoce deste tipo de câncer.
  • Câncer de pele: principalmente causado pela exposição ao sol, pode ser dividido em melanoma e não melanoma.
  • Câncer de pâncreas: geralmente diagnosticado em estágios avançados e é altamente letal.

Sintomas do câncer

Os sintomas do câncer variam dependendo do tipo e estágio da doença, mas alguns sinais comuns a serem observados incluem:

  • Perda de peso inexplicável;
  • Dor persistente;
  • Mudanças na pele, como manchas, feridas que não cicatrizam ou alterações em pintas;
  • Mudanças nos hábitos intestinais ou urinários;
  • Tosse persistente ou rouquidão;
  • Fadiga extrema;
  • Inchaço anormal;
  • Sangramento anormal.

Diagnóstico do câncer

O diagnóstico precoce do câncer é fundamental para um tratamento eficaz. Os métodos de diagnóstico incluem:

  • Exames de imagem: radiografias, ultrassonografias, tomografias computadorizadas e ressonâncias magnéticas podem ajudar a identificar tumores.
  • Biopsia: a coleta de uma amostra de tecido para análise microscópica é a maneira mais precisa de diagnosticar o câncer.
  • Exames de sangue: alguns tipos de câncer podem ser detectados por meio de exames de sangue que medem níveis de marcadores tumorais.
  • Colonoscopia e mamografia: exames de rastreamento que podem detectar cânceres do cólon e da mama em estágios iniciais.

Fatores de risco

Além das causas comuns mencionadas anteriormente, existem fatores de risco específicos para diferentes tipos de câncer. Alguns desses fatores incluem:

  • Idade: o risco de câncer aumenta com a idade.
  • Histórico familiar: ter parentes de primeiro grau com câncer pode aumentar o risco.
  • Sexo: alguns cânceres são mais comuns em homens (por exemplo, câncer de próstata) ou mulheres (por exemplo, câncer de mama).
  • Exposição ocupacional: algumas profissões envolvem exposição a substâncias cancerígenas.

Tratamentos disponíveis

O tratamento do câncer depende do tipo, estágio e localização do tumor, bem como da saúde geral do paciente. Os principais métodos de tratamento incluem:

  • Cirurgia: a remoção do tumor é uma opção quando o câncer está localizado em uma área específica e não se espalhou.
  • Radioterapia: usa radiação para destruir células cancerígenas ou reduzir o tamanho do tumor.
  • Quimioterapia: utiliza medicamentos para matar células cancerígenas ou impedir seu crescimento.
  • Imunoterapia: estimula o sistema imunológico do paciente a combater o câncer.
  • Terapia alvo: alguns medicamentos direcionam especificamente as células cancerígenas, poupando as células saudáveis.
  • Terapia hormonal: usada em cânceres sensíveis a hormônios, como o câncer de mama e próstata.
  • Terapia alvo molecular: utiliza informações genéticas para personalizar o tratamento.

Panorama do câncer no Brasil e no mundo

A luta contra o câncer é uma questão global de saúde pública. Veja alguns dados numéricos relevantes:

  • Mundialmente: estima-se que, em 2020, houve cerca de 19,3 milhões de novos casos de câncer e 10 milhões de mortes por câncer em todo o mundo.
  • Brasil: o câncer é a segunda principal causa de morte no país. Em 2020, foram registrados mais de 600 mil novos casos de câncer.
  • Prevenção: a prevenção desempenha um papel crucial na redução do risco de câncer. A vacinação contra o HPV e hepatite B, o abandono do tabagismo, a alimentação saudável e a prática regular de exercícios são medidas eficazes.

O combate ao câncer não é exclusivo da Oncologia

O câncer é uma doença complexa que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Como médico generalista, você desempenha um papel fundamental na detecção precoce, encaminhamento para tratamento adequado e apoio emocional dos pacientes com câncer. Continuar aprendendo sobre o câncer e suas abordagens terapêuticas é essencial para fornecer o melhor atendimento possível aos seus pacientes.

Para se manter atualizado sobre os últimos avanços no tratamento do câncer, pesquisas e recursos relacionados à Medicina, recomendamos assinar a nossa newsletter. Fique por dentro das informações mais recentes e continue aprimorando seus conhecimentos médicos.

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts