Quais especialidades médicas deverão ser tendência em 2022?

Falar sobre especialidades médicas que deverão ser tendência em 2022 requer contextualizar o cenário global de saúde, antes de qualquer coisa. E, segundo artigo publicado na HealthLeardes, deve-se destacar:

Com isso em mente, é aceitável avaliar que áreas médicas que estejam mais relacionadas ao contexto global do cuidado em saúde deverão ter maior potencial de desenvolvimento. Sendo assim, considerando necessidade de força de trabalho e o avanço das tecnologias, pode-se dizer que uma das especialidades que deve continuar em alta é a Clínica Médica. Esta, por sua vez, deverá estar cada vez mais integrada ao desenvolvimento e emprego de dispositivos tecnológicos que contribuam para que o médico especialista pratique suas habilidades, como é o caso do uso de wearables em consultas a distância (telemedicina, por exemplo).

Leia também: Medicina moderna: 5 tecnologias que vão impactar a medicina em 2022

A seguir, veja a lista de outras especialidades que deverão estar entre as principais escolhas dos candidatos ao título de especialista, segundo a equipe da Afya Educação Médica, ex-IPEMED e a BeMo, empresa de consultoria acadêmica.

  1. Cirurgia – o cirurgião encontra campo de trabalho em diferentes frentes, que vão desde questões estéticas até tratamento de patologias, como no caso dos diferentes tipos de câncer, cada vez mais frequentes entre a população.
  2. Otorrinolaringologia – o avanço da pandemia do novo coronavírus e os efeitos da Covid-19 na população abriram um vasto campo de atuação, principalmente porque o SARS-CoV-2 parece ter como alvo de entrada os sistemas olfativo e gustativo.
  3. Endocrinologia – ainda como consequência da pandemia, além do estilo de vida de grande parte da população mundial, o número de pessoas com problemas metabólicos e até mesmo obesidade cresceu e tende a continuar aumentando. Sendo assim, as oportunidades na área deverão continuar em expansão.
  4. Cirurgia neurológica – se ocupa de tratar traumatismos, aneurismas, malformações, tumores, hidrocefalia, edemas e dores crônicas que necessitem de intervenção cirúrgica. Todas essas necessidades que deverão continuar existindo em qualquer cenário.
  5. Pediatria – Com o aumento do uso de recursos que podem ser explorados a distância, assim como ocorre com a Clínica Médica, os profissionais que se dedicarem a essa especialidade poderão recorrer cada vez mais a wearebles para otimizar atendimentos não presenciais e oferecer suporte a mães e bebês.
  6. Patologia – as mudanças climáticas deverão ser responsáveis pelo surgimento e identificação de um número cada vez maior de patógenos, fator esse que acarretará o desenvolvimento de novas doenças. Logo, profissionais especialistas na área deverão ser cada vez mais demandados.
  7. Medicina da família – esse é um campo de ampla atuação e que vem sendo enfatizado por diferentes frentes, como planos de saúde, startups e outros players de saúde uma vez que os cuidados preventivos estão em evidência. Isso quer dizer que o Médico da Família terá cada vez mais protagonismo no cenário de valorização da Atenção Primária.

Veja também: Estudo revela dados sobre oportunidades para especialistas no Brasil

Precisa de ajuda para atuar na especialidade que deseja? Conte com a gente!

A Afya Educação Médica, ex-IPEMED conta com um corpo docente altamente especializado e com cursos em diferentes áreas como Alergologia, Cardiologia clínica, Dermatologia, Endrocrinologia, Gastroenterologia, Geriatria, Neurologia Clínica, Nutrologia, Psiquiatria, Reumatologia, entre outras.

Oferecemos cursos de pós-graduação latu sensu e estamos presentes em 7 capitais brasileiras: Belo Horizonte, Brasília, Palmas, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Teresina. Oferecemos, ainda, opções de pós-graduação on-line. Conheça melhor nossos cursos, acesse: https://educacaomedica.afya.com.br/

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts