Entenda as diferenças entre pós-graduação e residência médica

Existem três caminhos possíveis para os médicos recém-formados ao concluírem a graduação. É possível atuar como generalista em função que não exige especialização, é possível cursar uma Residência Médica ou ainda realizar uma Pós-Graduação Médica.

Tanto a Pós-Graduação Lato Sensu quanto a Residência Médica são opções viáveis e reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC), mas cada uma possui suas particularidades.

A Residência Médica é regulamentada pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) e, de acordo com o órgão, só recebe o título de especialista o profissional aprovado nas provas de títulos das Sociedades Médicas.

Já a Pós-Graduação é uma forma de se qualificar com conhecimentos práticos e teóricos, auxiliando na atuação acadêmica e profissional, além de contribuir para o preparo do médico para as provas de títulos da Associação Médica Brasileira (AMB).

As duas modalidades de cursos são importantes e válidas, cabendo ao médico escolher de acordo com seu objetivo profissional. Além disso, sempre é possível cursar os dois formatos, tornando-se um médico ainda mais preparado.

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts