Empreendedorismo na medicina: como colocar em prática

Quando a competitividade entre os médicos está tão alta como atualmente, é muito importante buscar formas de se diferenciar dos demais profissionais. Nesse sentido, o empreendedorismo na medicina deixou de ser algo a mais, passando a ser algo fundamental para quem quer se destacar no mercado. Geralmente, as faculdades de medicina não tratam o tema, deixando que os próprios médicos busquem conhecimento e alternativas para empreender. O conteúdo dos cursos costuma ser mais técnico, não focando em uma formação mais completa, que inclua questões como gestão financeira e de pessoas. Não sabe como é possível adotar o empreendedorismo na medicina? Continue lendo o post e veja como colocá-lo em prática!

Por que empreender na área médica é importante?

Fala-se muito sobre empreendedorismo hoje em dia. No entanto, nem todo mundo o entende o que isso significa na prática. Empreender, de maneira resumida, compreende a implementação de mudanças ou a melhoria de alguma iniciativa. Ainda que seja um termo mais usado no meio empresarial, tem grande aplicação na área da saúde, tendo em vista a necessidade crescente de se encontrar técnicas e processos mais eficazes para tratar doenças e atender os pacientes. Além disso, pode ser entendida como uma forma de os médicos buscarem algo a mais para as suas carreiras, seja de forma individual ou coletiva.

Ora, em um mundo em constante transformação, o empreendedorismo deixou de ser um modismo, passando a ser algo vital para quem quer se desenvolver. Basta acompanhar algumas marcas para perceber o quanto esse conceito é vital. É o caso de muitas empresas de tecnologia, que a todo momento desenvolvem novos produtos e serviços. Mas empreender não é uma exclusividade da área tecnológica. Na saúde, muitas empresas e profissionais têm se destacado por conseguirem conquistar o mercado com boas ideias e muita vontade de crescer.

Quais as formas de praticar o empreendedorismo na medicina?

Agora que você já sabe por que empreender, queremos mostrar a você como colocar isso em prática. Já adiantamos que não é uma tarefa fácil, que vai ser feita de um dia para o outro. Requer tempo, dedicação e muita coragem. Veja algumas dicas a seguir.

Montar um consultório

O caminho mais natural para o empreendedorismo na medicina é mesmo abrindo um consultório, o sonho de muitos médicos. Se esse é o seu caso, saiba que não é algo que deve ser feito de qualquer maneira. Pesquise bem o mercado, escolha uma boa localização e preocupe-se com um atendimento completo e de qualidade aos pacientes. Aos poucos, você pode ampliar os serviços e, quem sabe, ampliar o negócio, transformando o seu consultório em uma clínica médica.

Abrir uma sociedade médica

Outra forma de empreender é se juntar a outros colegas em uma sociedade médica. Vocês podem atender em uma clínica ou conjunto de consultórios. O serviço pode ser focado em uma especialidade ou, ainda, de maneira complementar. Por exemplo, se você atua em neurologia, pode se associar a um psiquiatra e até a um geriatra, uma vez que muitos dos pacientes dessas áreas têm o mesmo perfil.

Investir em pesquisa e desenvolvimento

Um caminho menos comum para empreender é trabalhar na pesquisa e no desenvolvimento de novas tecnologias médicas, como aplicativos e ferramentas, ou de medicamentos. Neste caso, é necessário não apenas contar com o apoio de outros profissionais, como desenvolvedores e farmacêuticos, como também com um investimento financeiro inicial ou o apoio de uma empresa maior.

Adquirir mais conhecimento

Talvez a maneira mais simples e rápida de praticar o empreendedorismo na medicina seja adquirindo mais conhecimento. Afinal, ao aprender coisas novas, você está se tornando um profissional mais capacitado e se diferenciando no mercado. Empreender, muitas vezes, está relacionado à diferença que você pode fazer na sua própria carreira.

Quais os desafios do médico empreendedor?

Como já comentamos, empreender não é algo simples e que, muito menos, deve ser feito do dia para a noite. Inclusive, muitos profissionais se frustram por não conseguirem ser bem-sucedidos em pouco tempo. Sem contar que cuidar da parte de gestão e da parte financeira pode ser um desafio. Se você não entende muito da parte burocrática de um negócio, vale a pena procurar conhecimentos específicos na área. Eles podem ser úteis mesmo se você atuar em um hospital ou clínica, já que precisa saber lidar com o controle das suas finanças.

Outro ponto importante é entender um pouco das tecnologias para médicos mais usadas. Muitas ferramentas podem facilitar o seu dia a dia, com uma gestão mais simples de todas as questões administrativas, além de oferecerem suporte no atendimento aos pacientes. Enfim, o empreendedorismo na medicina já é uma realidade, da qual os médicos não devem fugir. Muito pelo contrário: sai na frente quem souber aproveitar as oportunidades do mercado e oferecer um serviço de qualidade.


Gostou de saber como colocar em prática o empreendedorismo na medicina? Quer ler mais sobre o assunto? Então, veja também como montar um consultório médico!

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts