Marketing pessoal para médicos: 7 dicas imperdíveis

O marketing pessoal consiste em um conjunto de ações que são desenvolvidas com o intuito de transformar os profissionais em uma autoridade do seu ramo de atuação. Ou seja, ao invés de promover uma organização, divulgam-se os diferenciais de um profissional, para que ele possa construir uma carreira de sucesso e se tornar uma referência em determinada área.

Para os médicos, por exemplo, o marketing pessoal é indispensável, pois agrega mais valor à oferta dos seus serviços e permite que o paciente tenha mais confiança no seu trabalho, o que faz toda a diferença no sucesso da carreira desse profissional.

Assim, é possível fortalecer a sua imagem profissional, mostrar que tem domínio em determinada especialidade, aumentar sua credibilidade e desenvolver uma presença forte no mercado.

Pensando nisso, separamos algumas dicas imperdíveis sobre marketing pessoal para médicos. Acompanhe a leitura e saiba mais!

1. Faça o networking

Você pode ser um excelente médico, modernizado, que procura inovar constantemente seu atendimento e estar sempre atualizado nas tendências da área da saúde. Porém, se você não divulga seus diferenciais e não realiza o networking médico, tudo isso será em vão, pois ninguém saberá do seu trabalho.

Nesse caso, ter um bom networking significa fazer bons contatos na sua área de atuação e manter boas relações com outros médicos, profissionais da saúde e até pacientes. Dificilmente alguém chega a lugar algum estando sozinho, por isso a importância de estar rodeado de pessoas certas.

Lembre-se de que, especialmente em mercados competitivos, estar bem relacionado te dará uma vantagem sobre os seus concorrentes, seja no momento de encontrar um emprego, de procurar um bom profissional para contratar ou de fechar um bom negócio.

2. Participe de eventos da área médica

Outra prática que produz resultados positivos na imagem pessoal é a participação em eventos da área médica. Tal ação não só gera visibilidade em um contexto geral, como também conta com um grande diferencial: a segmentação do público.

Qualquer médico conhece a importância de atualizar seus conhecimentos para ser um bom profissional. Logo, em eventos voltados para área médica, você consegue adquirir novas habilidades para inovar seu atendimento, uma característica fundamental para qualquer paciente que busque por um profissional modernizado. Além do conhecimento, estes eventos são ótimas oportunidades de fazer networking!

Por isso, é fundamental aproveitar as circunstâncias favoráveis para desenvolver uma imagem ainda mais condizente com seus objetivos.

3. Tenha presença nas redes sociais

Certamente, no marketing pessoal para médicos, as redes sociais são bons canais para ganhar visibilidade, divulgar os seus serviços, se relacionar com o público, assim como construir autoridade.

Claro que você não precisa estar presente em todas as plataformas ao mesmo tempo, somente naquelas que estão alinhadas com as suas estratégias. Ou seja, nas que fazem mais sentido para o seu negócio. Para isso, pesquise onde o seu público-alvo costuma estar presente e consulte um especialista na área.

Mas, lembre-se que apenas estar presente nas mídias não é suficiente. A presença nas redes sociais não se limita a ter um perfil, é necessário ser ativo. Além disso, o modo como você interage com os seguidores, o tipo de conteúdo compartilhado e como você se comporta nesses canais também influencia diretamente no seu marketing pessoal.

4. Produza conteúdos relevantes

Já parou para pensar na quantidade de notícias falsas ou mitos que seus pacientes leem na internet? Pois é, ajudá-los a entender a veracidade das informações encontradas on-line pode ser uma ótima alternativa para estimular o seu marketing pessoal e se tornar uma referência na área da saúde.

Com essa estratégia, você pode produzir artigos, vídeos, posts e outros materiais para disponibilizar informações relevantes de forma humanizada para seus pacientes. Além disso, ao compartilhar esses conteúdos relevantes, você democratiza o acesso ao conhecimento, ajuda seus pacientes e melhora sua imagem, além de deixar as pessoas mais engajadas nos seus canais.

5. Esteja sempre atualizado com as tendências na saúde

Outra dica essencial é sempre se manter atualizado e por dentro das tendências da área da saúde. É importante realizar cursos e especializações, bem como buscar novas informações que possam complementar a área, como gestão, finanças, relacionamento com o cliente e, claro, marketing.

Vale lembrar que, com o passar do tempo, muitas mudanças acabam surgindo. Por isso, a demanda por novos tratamentos e soluções inovadores é grande. E não se adaptar às tendências do mercado faz com que você perca muitos pacientes.

6. Invista na relação médico-paciente

Na maioria das vezes, o tipo de relacionamento entre médico e paciente é o que costuma estabelecer a fidelidade dele ao consultório. Então, não basta somente investir na divulgação do seu currículo. Para conseguir manter os seus pacientes e fazer o seu marketing pessoal, você também precisa investir nessa relação.

Podemos dizer que a transformação digital tornou a relação médico-paciente mais dinâmica. Isso porque a experiência do paciente abrange os meios digitais, já que ocorre desde o agendamento da consulta até o pós-atendimento.

Desse modo, o marketing pessoal do médico e a maneira como ele se comunica afeta diretamente a percepção das pessoas, antes e depois da consulta. Consequentemente, isso reflete em muitas etapas da jornada do paciente.

7. Tenha proximidade com o seu público

Uma das atitudes mais importantes na hora de conquistar um cliente é agir com proximidade e fazer com que ele tenha confiança em você. Na consulta, é possível ser atencioso, agradável e ético, mas também é importante criar essa atmosfera por meio do marketing pessoal, mostrando sua rotina com mais frequência, por exemplo.

Tenha um espaço para ouvir as pessoas que te seguem e se interessam pelo seu trabalho. Assim, você saberá o que elas buscam e qual conteúdo gostariam de acompanhar.

Existem várias ferramentas que ajudam a fortalecer a imagem do profissional. As principais são as redes sociais, o site e o blog. Por meio delas, você consegue trabalhar o pré e o pós-consulta de forma mais prática, mantendo, assim, uma boa relação médico-paciente.

Lembre-se que o marketing pessoal te ajuda a construir uma boa reputação, mas isso só será possível se a sua imagem e o seu objetivo nas redes sociais forem coerentes com as suas condutas e com o seu comportamento na vida real.

Por fim, construir uma boa imagem pode ser um grande desafio. Por esse motivo, o marketing médico requer constância e persistência, porém, quanto mais você aprende sobre o tema, fica mais fácil investir nesse quesito.

Vale lembrar que a prática da Medicina é pautada por princípios éticos que regulamentam todas as ações desempenhadas pelos profissionais. E com o marketing não é diferente, é preciso criar estratégias que não violem o Código de Ética Médica. Então, para facilitar a construção do marketing pessoal para médicos, não deixe de seguir nossas dicas!

Gostou do nosso post?

Quer ficar por dentro de mais conteúdos como este? Aproveite para continuar no blog da IPEMED e conferir as novidades!

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts