Curso com cadáver fresh frozen: entenda como funciona

Quem atua na Medicina precisa estar constantemente atualizado nas matérias teóricas, compreendendo a fundo os procedimentos e quais são as técnicas mais utilizadas dentro de cada área de atuação.

Entretanto, além da teoria, a prática também é um aspecto fundamental para o profissional, já que é por meio dela que é possível aprender como esses procedimentos são feitos e melhorar a sua execução. Atualmente, no Brasil, a maioria das aulas práticas é realizada com cadáveres conservados. Como eles não são a melhor opção, tem surgido uma tecnologia revolucionária no país: o cadáver fresh frozen.

Neste post, você vai entender como o uso da tecnologia na Medicina proporcionou a técnica de cadáver fresh frozen e como ela funciona, além de entender as vantagens de aprender com essa prática e de optar por um curso que disponha dessa inovação. Vamos lá?

Como é feito o estudo de cadáveres no curso de Medicina?

Antes de entender como a nova tecnologia tem transformado as aulas práticas e o estudo da Medicina, é importante ter uma noção de como são realizados os estudos atualmente.

A maior parte dos cursos de Medicina do país oferecem cadáveres conservados, que aprimoram as técnicas de simulação aplicada à Medicina. Quando os corpos de pessoas falecidas não são reconhecidos em um prazo estipulado pela Justiça, nem são encontrados modos de contatar familiares ou conhecidos, esses corpos são doados para faculdades da área da saúde, como Medicina, Odontologia e Enfermagem.

Para evitar a putrefação do corpo, um processo natural, os corpos são conservados com a ajuda do formol, uma solução de formaldeído que tem a propriedade de conservar tecidos.

Embora seja a técnica mais comum, esse tipo de armazenamento de cadáveres apresenta diversos problemas, como as propriedades tóxicas do formol para alunos e a alteração dos tecidos, já que o formol endurece o corpo e dificulta que os estudantes tenham uma prática mais perto da realidade.

O que é cadáver fresh frozen?

Para contornar essas adversidades, foi desenvolvida a tecnologia utilizada em cadáveres fresh frozen, também chamados de cadáveres frescos. Ao contrário da técnica antiga, que utiliza o formol e outros compostos químicos, o cadáver fresh frozen é rapidamente congelado em baixíssimas temperaturas para evitar a decomposição.

Quando esse congelamento é feito poucas horas após o falecimento, os tecidos são preservados nas altas temperaturas, diminuindo a possibilidade de decomposição.

Além disso, por dispensar a utilização do formol, não há enrijecimento dos músculos e tecidos, facilitando a prática médica, que ocorre quando o corpo é descongelado para ser utilizado.

Embora a tecnologia de congelamento de cadáveres seja utilizada em outros países desde os anos 50, essa prática chegou ao Brasil recentemente, melhorando o ensino de Medicina e proporcionando uma vivência mais rica para profissionais iniciantes na carreira médica.

Quais as vantagens da tecnologia fresh frozen?

Agora que você já sabe o que é e como funciona a tecnologia de cadáver fresh frozen, que evita o uso de formol e congela os corpos em baixíssimas temperaturas, é hora de entender quais são as vantagens de procurar por esse método na hora de escolher seu curso.

Os principais benefícios dessa técnica são a preservação dos tecidos, já que eles não têm contato com o formol, o maior tempo de preservação em relação à técnica antiga, o menor risco de intoxicação para estudantes e o fator ecológico. A seguir, confira em detalhes cada uma dessas vantagens.

Preservação dos tecidos

Como você viu, uma das principais propriedades do composto de formol é conservar os cadáveres. Para fazer isso, são injetadas quantidades de fenol, que elimina o sangue, e formol propriamente dito, que funciona fixando células e impedindo o processo de decomposição.

Entretanto, é justamente essa característica que deixa os tecidos mais rígidos com o tempo, dificultando a prática médica. Embora o uso da técnica ainda seja possível, os tecidos não passam a impressão de tecidos reais e não preparam o estudante de maneira adequada.

Com a tecnologia fresh frozen, é possível ter uma experiência muito próxima da real, já que os tecidos são preservados e a qualidade do procedimento é mantida. A preocupação com a fidelidade dos tecidos é essencial para áreas que mexem diretamente com eles, como a dermatologia estética e as cirurgias plásticas.

Maior tempo de preservação

Além de lidar com a falta de doações de cadáveres, muitas instituições também precisam resolver problemas de conservação, já que cadáveres que contam com a solução de formol não são utilizados por muito tempo.

Por outro lado, a tecnologia de cadáver fresh frozen apresenta vantagens nesse quesito, já que não há adição de substâncias químicas, e sim um processo físico de conservação, causado pelas baixas temperaturas que incidem no corpo.

Dessa forma, os cadáveres fresh frozen podem durar alguns anos em boas condições de armazenamento.

Menor risco para estudantes e meio ambiente

Além de não ser um dos métodos mais eficazes de conservação, a solução de cadáveres conservados em formol também apresenta riscos severos para estudantes, profissionais da saúde e até para o meio ambiente.

Mesmo com a utilização de máscaras e outros equipamentos de segurança, a inalação constante de formol pode ser extremamente prejudicial à saúde, já que a substância é conhecida por suas propriedades cancerígenas. Além disso, o descarte e o manejo inadequados dos cadáveres pode contaminar o solo e o meio ambiente de forma geral.

Por evitar a utilização de aditivos químicos e prolongar a vida útil dos cadáveres para estudo, o método fresh frozen também pode ser considerado muito mais ecológico.

Por que optar por um curso com cadáver fresh frozen?

Agora que você já está familiarizado com a tecnologia de cadáver fresh frozen e todas as suas vantagens em relação ao método tradicional de conservação, fica mais fácil perceber as vantagens de escolher um curso disponibilize essa tecnologia.

Além de contar com uma solução que vai facilitar seu aprendizado e aproximá-lo das experiências reais, você também sai na frente no mercado de trabalho.

Isso ocorre porque, como você viu, embora essa tecnologia venha ganhando cada vez mais espaço fora do Brasil, ela ainda é uma novidade no país. Para quem busca se destacar no mercado mesmo antes da Pós-graduação médica, optar por cursos com cadáver fresh frozen, como os oferecidos pela IPEMED, é fundamental.


Continue se informando em nosso blog!

Neste post, você conheceu um pouco mais sobre o método tradicional de conservação de cadáveres e como a tecnologia fresh frozen é superior por uma série de motivos, como melhor qualidade de tecidos e mais tempo de conservação.

Além dessas vantagens, você também viu a importância de optar por um curso com cadáver fresh frozen para aproximar a prática da realidade médica.

Quer entender em maior profundidade por que essa técnica é fundamental para profissionais da Medicina? Leia este post e entenda como é possível utilizar fresh frozen cadáver e hands-on para procedimentos dermatológicos.

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts