Como usar o WhatsApp no atendimento médico?

O WhatsApp é um dos aplicativos mais utilizados pelos brasileiros. Com mais de 120 milhões de usuários, o país tem a segunda maior presença no aplicativo, perdendo apenas para a Índia. Além do uso pessoal, a rede social também se tornou uma ferramenta de trabalho, inclusive em instituições de saúde.

Com o intuito de agilizar a comunicação entre os envolvidos, de maneira fácil e prática, os consultórios e clínicas médicas passaram a adotar o app de mensagens instantâneas para oferecer um suporte de qualidade aos pacientes, assim como manter um relacionamento mais próximo e constante.

Entretanto, a utilização do WhatsApp no atendimento médico requer atenção e cautela, sobretudo para não afetar a produtividade da equipe e facilitar a vida dos pacientes, que conseguem ter acesso à instituição utilizando uma plataforma que já faz parte do seu dia a dia.

Neste artigo, explicaremos como usar o WhatsApp da melhor forma no atendimento médico. Acompanhe a leitura e saiba mais!

Quais os principais benefícios de usar o WhatsApp para o atendimento?

O WhatsApp tem se mostrado uma ferramenta extremamente útil na área da saúde, oferecendo diversos benefícios para o atendimento médico. Com sua ampla base de usuários e recursos versáteis, o aplicativo tem revolucionado a forma como os profissionais e pacientes se comunicam, trazendo maior satisfação aos envolvidos.

Um dos principais benefícios da ferramenta no atendimento médico é a facilidade de comunicação. Com essa plataforma, os pacientes podem se conectar mais rapidamente com as clínicas, independentemente da sua localização geográfica. Isso é útil tanto para marcar horários quanto para realizar consultas de acompanhamento, no qual os pacientes podem enviar relatórios, imagens ou tirar dúvidas sem a necessidade de comparecer ao consultório.

Além disso, o WhatsApp permite o envio de mensagens automáticas, ajudando os pacientes a lembrar das consultas agendadas, exames de rotina ou a necessidade de tomar medicamentos. Isso contribui para um maior engajamento dos pacientes com o seu próprio cuidado de saúde, reduzindo, assim, o número de faltas em consultas médicas.

De modo geral, os benefícios do aplicativo no atendimento médico são inegáveis, uma vez que, com sua ampla adoção e recursos versáteis, o WhatsApp complementa e enriquece a interação do paciente com a clínica, melhorando a comunicação, a conveniência e a eficiência do atendimento, proporcionando uma experiência mais satisfatória e melhorando os resultados do tratamento.

Como usar o WhatsApp no atendimento médico da melhor maneira?

Podemos dizer que a maioria dos pacientes deseja comodidade no atendimento e segurança para lidar com as atividades do dia a dia. Por esse motivo, para tirar proveito de todos os benefícios mencionados, é preciso que o estabelecimento de saúde tenha estratégias claras para atender pelo aplicativo.

Conheça, a seguir, algumas dicas de como usar o WhatsApp no atendimento médico.

Utilize o WhatsApp Business

Na hora de instalar o aplicativo na clínica médica, escolha a opção WhatsApp Business. Voltado para uso profissional, essa versão oferece muitas vantagens, como a programação de mensagem automática e o preenchimento de endereço e horário de funcionamento no perfil.

Além disso, ele apresenta recursos úteis para a gestão de contatos de forma mais profissional, que facilitam a comunicação e trazem mais credibilidade à empresa em comparação ao uso da versão pessoal. O catálogo, por exemplo, é um recurso do WhatsApp Business para que empresas exibam melhor seus serviços.

Defina as pessoas responsáveis

É necessário deixar bem claro quais serão as pessoas responsáveis por usarem o WhatsApp da clínica no decorrer do dia. Essa delimitação pode evitar erros na comunicação com os pacientes e tornar o envio de informações mais controlado.

Se o próprio médico também usar o aplicativo para estabelecer contato com os pacientes, o ideal é que os horários dessa interação sejam determinados previamente. Isso facilita a organização da agenda do profissional.

Configure mensagens automáticas para envio fora do horário de atendimento

Por vezes, as respostas automáticas podem ser irritantes. Mas, quando usadas adequadamente, elas podem facilitar o trabalho dos profissionais e tirar parte da espera do seu cliente, melhorando o atendimento por meio de perguntas e respostas rápidas.

Por exemplo, quando o paciente tentar entrar em contato fora do horário de atendimento, é possível criar respostas automáticas esclarecendo a ausência, com o horário de atendimento e em quanto tempo a clínica retornará o contato.

Também é possível configurar respostas automáticas para o primeiro contato, com uma mensagem de saudação, solicitando dados do paciente para facilitar o atendimento. Isso agrega mais agilidade nas respostas da sua clínica, o que faz a diferença para que o paciente seja atendido o mais rápido possível.

Envie lembrete da consulta

Muitos consultórios sofrem com a ausência de pacientes nos atendimentos agendados. Por isso, vale a pena criar uma estratégia para garantir a vinda do paciente ou o cancelamento com antecedência. Assim, dá tempo de preencher o horário com outra pessoa e não perder o atendimento.

Para agilizar esse processo, é possível automatizar o envio dessas mensagens de confirmação por meio de sistemas. Caso a clínica já possua um, converse com o suporte para ver a possibilidade de incluir esse serviço.

Peça feedback

A pesquisa de satisfação é, sem dúvida, uma das práticas mais eficientes de avaliação. Então, se você quer saber a opinião do paciente sobre a consulta e o pós-atendimento, nada melhor do que perguntar pelo WhatsApp. Além de conhecer a experiência dele na sua clínica, ajuda a reajustar a jornada do paciente sempre que necessário e a aumentar a confiança e a credibilidade do seu negócio.

Vale lembrar que a pesquisa precisa ser breve. Ou seja, selecione perguntas diretas e importantes para análise e melhoria da empresa. Se possível, sempre aplique a pesquisa de satisfação com frequência.

Quais são os cuidados necessários e erros que devem ser evitados?

Para não prejudicar a experiência do paciente, é importante ter alguns cuidados e evitar erros que possam prejudicar essa relação ao utilizar o WhatsApp no atendimento médico. Listamos algumas considerações importantes abaixo:

  • Utilize recursos de criptografia e adote medidas de segurança: garanta que as informações compartilhadas no WhatsApp sejam tratadas com confidencialidade e segurança. Evite enviar dados sensíveis ou informações pessoais diretamente pelo aplicativo, pois isso pode comprometer a privacidade do paciente;
  • Consentimento informado: antes de iniciar qualquer interação, explique claramente os propósitos, limitações e riscos associados à comunicação via aplicativo, garantindo que o paciente esteja ciente e concorde com a utilização da plataforma;
  • Limitações do diagnóstico remoto: reconheça as limitações de diagnósticos por meio do WhatsApp. Algumas condições demandam avaliações presenciais, exames físicos ou testes específicos que não podem ser realizados virtualmente;
  • Responsabilidade e prazos de resposta: defina claramente a sua disponibilidade e tempo de resposta aos pacientes. Evite atrasos excessivos ou falta de respostas, pois isso pode gerar frustração e ansiedade nos pacientes;
  • Evite prescrever medicamentos sem uma avaliação adequada: lembre-se de que uma prescrição correta requer informações médicas detalhadas e uma compreensão completa da condição do paciente;
  • Comunicação clara e adequada: use uma linguagem clara e compreensível ao se comunicar com os pacientes pelo WhatsApp. Evite termos técnicos excessivamente complexos e certifique-se de que as informações sejam transmitidas de maneira eficaz e fácil de entender.

Ao seguir as nossas dicas e tomar todos os cuidados necessários, você pode proporcionar uma experiência positiva para os pacientes ao usar o WhatsApp no atendimento médico. Em caso de dúvidas ou condições mais graves, é recomendável buscar informações de forma presencial para uma avaliação mais precisa e um cuidado adequado.

Gostou do nosso conteúdo?

Então, não deixe de nos seguir nas redes sociais. Estamos no YouTube, no Instagram, no LinkedIn e no Facebook, assim você pode ficar por dentro de mais assuntos como este que acabou de conferir.

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts