Como fidelizar pacientes: 7 estratégias para seu consultório médico

Ao decidir montar sua clínica ou consultório, o médico deixa de ser apenas um assistente em saúde e se transforma em um empreendedor na Medicina. Nessa perspectiva, surgem muitas dúvidas, inclusive como fidelizar pacientes.

De fato, muitas vezes a preocupação recai em captar novas pessoas. Porém, o grande detalhe está em fidelizar aqueles que já conhecem seu serviço, pois o custo de atração de novos pacientes geralmente é maior do que o custo de retenção já conhece e confia em seu atendimento. Sendo assim, é preciso tomar alguns cuidados, que vão desde o pré até o pós-atendimento.

Tais cuidados envolvem algumas medidas, bem como determinadas ações que devem ser evitadas. Tudo isso você confere no nosso texto! Acompanhe!

Entenda qual a importância da fidelização de pacientes

Antes de tudo, vale a pena introduzir o conceito de CAC, ou seja, Custo de Aquisição de Clientes. Calma, não precisamos nos aprofundar em matemática ou estatística!

Basta saber que representa a soma dos investimentos para captação de paciente, dividido pelo número de novos pacientes naquele período. Dessa forma, o gestor vai ter em mente o quanto é investido para cada novo usuário.

Em seguida, vai avaliar quais são os custos envolvidos na fidelização desses pacientes conquistados. Ademais, nem sempre esses cuidados exigem gastos onerosos, basta saber exatamente em que ponto atuar.

Saiba 7 estratégias de como fidelizar pacientes

Tendo isso em mente, vamos para o que interessa: como fidelizar pacientes. Lembre-se que todas as etapas da jornada do cliente devem ser incluídas, desde o pré ao pós-atendimento. Vamos lá?

1. Garanta o agendamento facilitado

Facilitar o agendamento de consultas é uma maneira de se adaptar à realidade global, com ações cada vez mais práticas e dinâmicas, graças à Internet. Por isso, é importante disponibilizar diferentes meios de agendamento aos pacientes.

Os profissionais que optam pelo uso de tecnologias na Medicina estão em vantagem, afinal, muitos sistemas oferecem a possibilidade do agendamento online. Para o paciente, isso é vantajoso, pois permite que ele visualize os horários disponíveis onde estiver.

Para o consultório isso é o ideal! Pois vai possibilitar o agendamento fora do horário comercial, sem sobrecarregar a recepcionista ou a secretária. Além disso, também é interessante investir no atendimento preferencial para idosos, grávidas e deficientes.

2. Organize bem a sua agenda

Todo mundo sabe que nem sempre é fácil garantir uma consulta a curto prazo. Por vezes, a agenda está tão cheia que o próximo horário disponível será daqui a meses. Porém, sabe-se também que as desmarcações são constantes.

Mas o que fazer com o horário vago? Pois bem, para resolver esse problema é preciso caprichar na organização. Uma lista de espera, por exemplo, logo preenche o tempo disponível, o que traz benefícios para todas as partes envolvidas.

A organização da agenda também evita atrasos. Desse modo, tenha muito cuidado ao determinar o tempo de intervalo entre as consultas, isso vai ser crucial para a pontualidade.

3. Capriche no ambiente do consultório

Recepção, sala de espera, consultório e banheiro. São estruturas básicas que o consultório deve conter. Porém, não basta disponibilizar cada espaço, é preciso investir bem neles.

Isso vai além de contar com uma boa decoração. A limpeza, por exemplo, é exigência mínima para que uma clínica ou consultório mantenha a higiene local. E que tal ousar um pouquinho mais?

Um cafezinho acompanhado de algum biscoitinho, ou um ambiente fresco e arejado por um ar condicionado, pode fazer toda a diferença. Afinal, isso contribui para a fidelização!

4. Promova treinamentos para a equipe

Não é só o médico que precisa estudar vários livros. A sua equipe de colaboradores também precisa estar bem treinada.

Uma equipe atenciosa e simpática nunca passa despercebido! Quando se trata de um consultório, o impacto é ainda maior, afinal, lidar com o processo de adoecimento e promoção de saúde requer muita sensibilidade.

Pensando nisso, por mais importante que seja a competência do médico em lidar com o ser humano, é imprescindível que todos no ambiente estejam alinhados. Assim, treinamentos periódicos vão manter toda a equipe com um mesmo propósito.

5. Ofereça diferentes meios de pagamento

“Aceita PIX?”. Quem nunca falou essa frase nos últimos meses que atire a primeira pedra! Com os avanços nos meios de pagamento, seria um grande equívoco a disponibilização de meios restritos para tal.

Na prática médica, sabe-se que as operadoras de saúde representam uma importante forma de acesso às consultas. Contudo, nos casos particulares, é fundamental avaliar formas que ofereçam boas condições de pagamento para os pacientes.

6. Busque por feedbacks

Não caia no erro de achar que o atendimento se encerra junto com a consulta! O pós-atendimento é essencial para o sucesso do consultório, pois ele foca nas pesquisas de satisfação, e até no feedback de pacientes difíceis.

Muitas vezes, existem gargalos na jornada do paciente que apenas o próprio paciente é capaz de indicar. Além disso, determinadas práticas que já são boas podem ficar ainda melhores se receberem a devida atenção e investimento.

Não é fácil identificar tais fatores. Porém, com a ajuda dos pacientes, tudo isso ficará claro para o gestor.

7. Invista em marketing médico

Por último, um assunto que tem ganhado cada vez mais relevância é o marketing médico. E isso não é à toa, afinal as redes sociais fazem parte do cotidiano da população. Manter as redes ativas é uma forma não só de ganhar visibilidade, mas de atingir diretamente seus pacientes.

Nessa perspectiva, o ponto-chave é levar conteúdos relevantes, capazes de realizar promoção em saúde. Além disso, deixar claro os benefícios e indicações da abordagem especializada, a fim de convidar aquele indivíduo a manter o acompanhamento.

Veja o que deve ser evitado

Vimos acima muitas possibilidades. Mas existem ainda algumas práticas que devem ser evitadas. No agendamento, por exemplo, tenha muito cuidado! Busque ao máximo evitar atrasos e desmarcações em cima da hora.

Já no ambiente de trabalho, evite contratar profissionais pouco empáticos e com comunicação falha — tudo isso prejudica a imagem do seu consultório. Evite também o descuido com o ambiente, mantenha-o sempre limpo.

Além disso, no atendimento em si, conte com recursos que garantam a praticidade da consulta. O prontuário eletrônico é um deles, pois evita o retrabalho médico, e a necessidade do paciente discutir sobre as mesmas informações, além de facilitar a continuidade da assistência.

Por fim, aprender a como fidelizar pacientes pode ser determinante para o futuro da sua carreira médica. Sem cliente, seu negócio fica insustentável e coloca o médico refém de outros serviços.

Portanto, ser um bom gestor oferece maior autonomia para a própria carreira e, claro, beneficia seus pacientes com um atendimento de qualidade. Não perca tempo e coloque nossas dicas em prática!

Assine nossa newsletter e receba em primeira mão os próximos conteúdos!

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts