Acupuntura: como funciona?

Neste texto, abordaremos a terapia complementar conhecida como acupuntura, uma prática terapêutica de origem milenar que tem se mostrado cada vez mais relevante nos cuidados de saúde modernos. Exploraremos como funciona, para quem é indicada, os resultados esperados e a frequência adequada de sua realização.

Origem da Acupuntura

A acupuntura é uma das práticas mais antigas da Medicina tradicional chinesa, remontando a mais de 3.000 anos atrás. Assim como o Reiki, o seu desenvolvimento baseia-se na crença de que o corpo humano é percorrido por canais de energia, chamados de meridianos.

A inserção de agulhas em pontos específicos ao longo desses meridianos pode equilibrar o fluxo de energia vital, conhecida como "Qi". Acredita-se que o equilíbrio da Qi seja essencial para a manutenção da saúde e prevenção de doenças.

Como Funciona a Acupuntura

Durante uma sessão de acupuntura, o terapeuta utiliza agulhas de aço inoxidável, extremamente finas e estéreis, para estimular pontos específicos do corpo do paciente. Esses pontos estão localizados ao longo dos meridianos, e a seleção deles depende do quadro clínico apresentado pelo paciente. A inserção das agulhas é geralmente indolor, podendo causar, em alguns casos, uma sensação de formigamento ou leve pressão.

A teoria por trás da acupuntura é que a estimulação desses pontos influencia o fluxo de energia e promove o equilíbrio necessário para o bom funcionamento do organismo. Além disso, acredita-se que a acupuntura também estimule a liberação de substâncias químicas naturais no corpo, como endorfinas e serotonina, que ajudam a aliviar a dor e promover uma sensação de bem-estar.

Indicações da Acupuntura

A acupuntura tem sido amplamente utilizada para tratar uma variedade de condições de saúde física e emocional. Entre as indicações mais comuns estão:

  • Dor crônica: a acupuntura tem mostrado eficácia no alívio da dor crônica, como dor nas costas, enxaquecas, dores articulares e musculares, entre outras.
  • Estresse e ansiedade: a terapia pode ajudar a reduzir os níveis de estresse e ansiedade, promovendo relaxamento e bem-estar emocional.
  • Transtornos do sono: pacientes com insônia ou outros distúrbios do sono podem se beneficiar da acupuntura, que pode auxiliar no relaxamento e melhora da qualidade do sono.
  • Náuseas e vômitos: muitos pacientes submetidos a tratamentos médicos, como quimioterapia, têm relatado melhora dos sintomas de náuseas e vômitos com sessões de acupuntura.
  • Doenças respiratórias: a acupuntura pode ser utilizada como terapia coadjuvante para condições como asma e rinite alérgica.
  • Reabilitação e lesões esportivas: pacientes em processo de reabilitação de lesões musculares ou articulares podem encontrar alívio dos sintomas e acelerar a recuperação com a acupuntura.
  • Saúde da mulher: a terapia pode ser benéfica para mulheres que enfrentam desequilíbrios hormonais, sintomas da menopausa, cólicas menstruais e outras condições relacionadas à saúde feminina.

Resultados Esperados

Os resultados da acupuntura podem variar de pessoa para pessoa, e o sucesso do tratamento depende de diversos fatores, como o quadro clínico do paciente, a frequência das sessões, a habilidade do terapeuta e o comprometimento do paciente com o tratamento.

Em muitos casos, os pacientes relatam uma redução significativa da dor, melhora na qualidade do sono, maior sensação de relaxamento e bem-estar emocional. Além disso, a acupuntura também pode contribuir para uma melhora geral da energia e da disposição.

Frequência das Sessões

A frequência das sessões de acupuntura pode variar de acordo com a condição tratada e a resposta individual do paciente. Em geral, sessões iniciais mais frequentes (duas vezes por semana) podem ser recomendadas para condições agudas ou dores intensas. À medida que os sintomas melhoram, as sessões podem ser espaçadas para uma ou duas vezes por mês, como forma de manter o equilíbrio do corpo e prevenir recorrências.

Cada sessão de acupuntura dura, em média, de 30 a 60 minutos, e o número total de sessões necessárias pode variar de alguns poucos a vários meses, dependendo da complexidade do caso.

E então, está convencido do valor da acupuntura?

A acupuntura é uma terapia complementar com uma história milenar de uso na Medicina tradicional chinesa, e seu valor tem sido reconhecido em diversos contextos clínicos. Como médico generalista, é importante considerar a acupuntura como uma opção terapêutica adicional para seus pacientes, especialmente quando o tratamento convencional pode ser complementado ou quando se busca alívio para condições crônicas ou complexas.

Ao encaminhar um paciente para sessões de acupuntura, é fundamental trabalhar em colaboração com terapeutas qualificados e experientes, garantindo uma abordagem integrada e segura para a saúde e bem-estar dos indivíduos.

Gostou de saber sobre a acupuntura e como ela pode beneficiar seus pacientes em conjunto com as práticas médicas tradicionais? Para receber outros conteúdos como esse diretamente em seu e-mail, assine a newsletter da Afya Educação Médica

Autor(a)

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts