A pós-graduação garante a atuação na especialidade médica?

Autor(a)

Qual caminho devo percorrer para garantir minha atuação na especialidade médica que escolhi? Alguns médicos recém-formados se veem diante desse dilema, que tende a se complicar quando não passam na prova para a residência. Entretanto, não há motivos para se desesperar ou duvidar de suas competências.

Apesar da pós-graduação não substituir a residência, ela traz diversas vantagens e possibilidades ao profissional. Continue lendo e você entenderá do que estamos falando.

Como funciona a prova de títulos?

Depois de concluir uma pós-graduação, se você cumprir os requisitos necessários, é possível prestar uma prova de títulos para atuar em alguma especialidade. Esse tipo de exame ocorre anualmente e é anunciado por meio de editais específicos. Apesar de cada edital possuir características e exigências particulares, existem alguns pontos obrigatórios para todos os profissionais que desejam submeter-se à prova. São eles:

  • estar inscrito no Conselho Regional de Medicina (com um número de CRM definitivo);
  • ter concluído programa de residência médica;
  • ter concluído curso de especialização credenciado por sociedade de especialidade médica reconhecida pela Associação Médica Brasileira (AMB);
  • comprovar tempo mínimo de atuação na área da referida especialidade.

É importante destacar que os mencionados cursos de especialização não são o mesmo que uma pós-graduação. Fique tranquilo, pois explicaremos melhor no próximo tópico.

Como a pós-graduação pode me ajudar a obter a titulação?

A Pós-Graduação Lato Sensu é uma forma de qualificar o médico com conhecimentos práticos e teóricos de uma especialidade, auxiliando no exercício acadêmico e profissional, agregando tempo de atuação e contribuindo para o preparo do médico para as provas de títulos das sociedades de especialidades médicas reconhecidas pela Associação Médica Brasileira (AMB).

Portanto, o caminho do médico pós-graduado até a atuação na especialidade médica será feito por meio do quarto critério exigido para a prova de títulos, qual seja: comprovar tempo mínimo de atuação na área da referida especialidade, pois a carga horária de aulas práticas da Pós-Graduação Lato Sensu pode auxiliar na integralização desse tempo de atuação.

Quais as vantagens da pós-graduação?

Esses cursos, regulamentados pela resolução CNE nº 01/2007, têm as seguintes características:

  • carga horária mínima de 360 horas;
  • exigem frequência mínima de 75% às atividades discentes;
  • corpo docente constituído de, pelo menos, 50% de professores como mestrado ou doutorado.
  • reconhecidos pela AMB e pelo CFM (Conselho Federal de Medicina).

Ao fazer uma pós-graduação, seus conhecimentos práticos e teóricos serão aprimorados. Além disso, abre-se a possibilidade de atuação na área acadêmica, pois durante o processo o aluno realiza atividades ligadas ao campo da pesquisa. Além disso, o profissional pode participar de feiras, congressos e eventos relacionados à área, além de fazer a leitura de artigos de pesquisadores importantes.

Diante de todos esses fatores, considerando também a quantidade de vagas para residência (que costuma ser bem pequena, dada a crescente oferta de médicos no mercado de trabalho), a pós-graduação representa uma alternativa bem vantajosa. Como você pode ver, cursar uma pós-graduação em medicina é uma decisão que agrega valor a sua carreira, uma forma de continuar galgando os passos em direção à excelência profissional que você sempre sonhou.

Agora que você concluiu a leitura do nosso post e solucionou todas as suas dúvidas relacionadas a cursos de Pós-Graduação Médica Lato Sensu e especialidade médica, assine a nossa newsletter e tenha acesso a mais conteúdos de qualidade.

Os médicos que leram esse post, também leram:

Todos os Posts